PUBLICIDADE
Notícias

Quadrilha explode caixa e leva cerca de R$ 80 mil de banco em Palmácia

Esta foi a 17ª ação contra banco no Ceará, em 2014. Grupo armado explodiu o caixa eletrônico e recolheu o dinheiro em cerca de cinco minutos

10:07 | 27/03/2014

Atualizada às 10:40

Assaltantes explodiram, na madrugada desta quinta-feira, 27, um caixa eletrônico de uma agência do banco Bradesco de Palmácia, 73 km da capital cearense. Cerca de oito homens armados teriam participado da ação, levando cerca de R$ 80 mil, segundo a Polícia Militar do município. Não houve troca de tiros e ninguém ficou ferido.

A ação teve início por volta das 00h10min. Segundo informações do cabo Marcos Rodrigues, da PM de Palmácia, os policiais estavam em outra operação, quando retornaram ao destacamento e avistaram um homem em uma motocicleta, próximo ao local. O homem na motocicleta teria repassado que os policiais voltavam à cidade ao restante da quadrilha, que explodiu o caixa, recolheu o dinheiro e fugiu em dois veículos, um Siena prata e um Montana preto.

Depois que vizinhos ouviram o barulho da explosão, a Polícia de Palmácia foi acionada. Os destacamentos policiais de Acarape, Guaiuba, Guaramiranga, Baturité, Maranguape, Caridade e Canindé realizaram buscas na região, mas até o momento, ninguém foi preso. Segundo informações repassadas à PM de Palmácia pelo gerente do banco, cerca de R$ 80 mil foram levados do caixa.

Ainda segundo o cabo Marcos Rodrigues, a ação durou cerca de cinco minutos e a Polícia acredita que a quadrilha esteja escondida em algum sítio na região. Reforços de Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) foram enviados à Palmácia para levantamento dos danos no local.

População
De acordo com a moradora do Centro de Palmácia, Filimina Campelo, a agência funcionava há mais ou menos quinze dias. Ela escutou o barulho da explosão durante a noite e de manhã lamentou o assalto. “Quem perde é o povo, que tem que se deslocar para Pacoti ou Maranguape quando precisa usar os serviços do banco”, completa.

Ataques a banco
Esta foi a 17ª ação contra banco no Ceará desde o início do ano. O levantamento foi feito pelo O POVO com base em dados do Sindicato dos Bancários do Ceará. Na última terça-feira, 26, um grupo de quinze assaltantes explodiu um caixa eletrônico do posto de atendimento avançado do Banco do Brasil em Itaiçaba. Enquanto parte do grupo investia contra o caixa eletrônico, outros seguiram ao Destacamento da Polícia Militar de Itaiçaba para impedir a ação dos policiais.

No dia anteior à explosão em Itaiçaba, uma quadrilha arrombou caixas eletrônicosdo banco Santander localizados nas dependências da reitoria da Universidade Federal do Ceará (UFC), no bairro Benfica. Durante a ação, dois dos assaltantes renderam o vigilante.

Ataques em janeiro: Tejuçuoca (explosão), Redenção (arrombamento), Senador Sá (explosão), Guaramiranga (explosão), Novo Oriente (assalto).

Ataques em fevereiro: Tabuleiro do Norte (tentativa de assalto), Altaneira (tentativa de assalto), Jardim (explosão), Aratuba (explosão), Alto Santo (explosão), Maracanaú (assalto), Paramoti (explosão), Hidrolandia (tentativa de assalto), Fortaleza (arrombamento), Itaiçaba (explosão), Fortaleza (tentativa de assalto), Palmácia (explosão).

No último dia 21, O POVO publicou Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos, que aponta que o Ceará é o quarto estado em números de ataques a agências e postos bancários seguidos de morte. Com seis mortes em 2013, o estado ficou atrás apenas de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. A maioria das mortes ocorre em casos de saidinha bancária, quando a vitima é atacada deixando a agência.

Serviço
Tabela de ataques a bancos no Ceará, do Sindicato dos Bancários

Redação O POVO Online

TAGS