PUBLICIDADE
Ceará
associação criminosa

Dois jovens e um adolescente são capturados com fardamentos da PM, armas, droga e munições

Conforme o delegado, o grupo provavelmente não é formado apenas pelos três, o que ainda será confirmado em investigação. Será também apurado se o trio faz parte de facção criminosa

20:49 | 03/08/2018
Dois adultos foram presos e um adolescente apreendido em Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), na tarde dessa quinta-feira, 2, por volta de 15 horas. Foi encontrado com eles fardamentos da Polícia Militar (PM) - que seria utilizado para ações criminosas -, veículo Fiat Idea clonado, pistola calibre 380, 28 cartuchos calibre .40, 20 munições calibre 38, coletes balísticos e balaclavas, além de maconha.
 
O trio foi levado para a Delegacia Metropolitana de Horizonte. No local, inquérito policial e ato infracional sobre a associação criminosa foram lavrados. Os jovens, sem antecedentes criminais, são identificados como Jerônimo Oliveira, de 20 anos, e Leonardo Carneiro Rodrigues Costa, de 22 anos. Eles foram indiciados por corrupção de menor. Apenas Carneiro foi autuado por tráfico de drogas. O adolescente foi liberado na presença de familiar. 
 
Em entrevista coletiva, o titular da Delegacia Metropolitana de Pacajus, Marcelo Pinheiro, afirmou que a ação policial foi consequência de denúncia anônima, que havia alegado movimentação estranha na residência. No local, diz Pinheiro, equipe do Batalhão de Policiamento de Rondas Ostensivas (BPRaio) conseguiu confirmar tudo o que foi repassado.
 
Os agentes formaram um cerco na casa, localizada no bairro Lagoa Seca. A equipe aguardou um período, bateu na porta e não foi respondida. Em seguida, os policiais perceberam que o trio tentou fugir pelos fundos da casa. "O pessoal do Raio já estava nos fundos esperando isso aí e nós adentramos ao local". Ao perceberem a presença dos policiais, os criminosos recuaram. Deitados no chão, indicaram o local de todo o material.
  
Conforme o delegado, o grupo provavelmente não é formado apenas pelos três, o que ainda será confirmado em investigação. Será também apurado se o trio é parte de facção criminosa.
 
Além de todo os objetos apreendidos, foi encontrada a quantia de R$ 110, considerada inexpressiva pelo delegado. Também estava sob posse do trio bolívares venezuelanos (moeda da Venezuela). Questionado sobre a procedência da moeda estrangeira, o titular da Metropolina de Pacajus afirmou que é provável que seja apenas para coleção.   

CARLOS HOLANDA