PUBLICIDADE
Notícias

PM é baleado e suspeitos são presos após perseguição em Morada Nova

Policial foi ferido após reagir a uma suposta tentativa de assalto, quando chegava em sua residência. Os suspeitos foram presos após cerco, em Horizonte

08:33 | 18/07/2016

Atualizada às 11 horas

Três homens foram presos após balear um policial militar que estava à paisana, na noite do último domingo, 17, em Morada Nova, a 161 km de Fortaleza. Os suspeitos ainda tomaram de assalto um carro durante a perseguição e trocaram tiros com outros policiais, mas foram capturados em Horizonte. Um deles também foi baleado e levado e o Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza.

A PM informou que o sargento Francisco das Chagas Sobrinho, lotado na 2ª Cia. do 15º Batalhão de Polícia Militar (Horizonte), foi abordado pelos criminosos quando chegava de carro em sua residência, em Morada Nova, por volta das 21h30min. Ele reagiu à ação dos suspeitos, que teriam inicialmente anunciado um assalto. Houve troca de tiros, e o policial foi baleado no braço esquerdo, sendo encaminhado em seguida ao hospital de Russas, logo após a fuga dos suspeitos e chegada dos policiais da cidade.

Segundo o sargento Sousa Lima, fiscal do policiamento de Morada Nova, os criminosos estavam em um Gol vermelho, mas durante a perseguição assaltaram um Space Fox prata. "Fizemos o cerco na avenida principal, mas o Gol foi abandonado. Com a troca de carro, os criminosos conseguiram despistar nossa viatura por um momento", narrou o sargento.

Os destacamentos da PM das cidades vizinhas, como Limoeiro do Norte, Russas e Horizonte, foram acionados para a perseguição. Três suspeitos então foram presos em Horizonte - um deles baleado, mas a Polícia investiga a participação de mais homens. "Possivelmente existiam outros homens que ficaram no caminho. O baleado foi socorrido prontamente elevado ao IJF", informou o sargento Sousa Lima.

O sargento Sobrinho, depois de ser atendido no hospital de Russas, também foi encaminhado ao IJF, em Fortaleza. A asssessoria da PM informou que ele aguarda cirurgia na unidade, mas passa bem.

Morte de PMs
De acordo com o sargento Sousa Lima, a PM recebeu a informação de que um dos presos teria a ''prática de matar policiais'' e estaria envolvido na morte do subtenente Francisco Wellington da Silva. Ele foi assassinado após tentativa de assalto em uma agência bancária de Pacajus, no último dia 18 de abril.

No último fim de semana, dois policiais foram baleados durante um dos atentados recentes contra as forças de Segurança do Ceará. O sargento Mardones Chaves Costa e o subtenente Aldemir Paula Silva foram surpreendidos, na avenida Mister Hull, no Antônio Bezerra, por um grupo de criminosos que chegou ao local atirando.

Com a escalada de atentados no Estado, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) anunciou ter implementado uma série de medidas de prevenção, como a recomendação de que as viaturas da PM circulem, preferencialmente, em dupla.

Ataques

13/7. O 23º DP, em Caucaia, é alvejado por disparos de arma de fogo.

14/7. Fachada da GMF, no Rodolfo Teófilo, é alvo de tiros; no 27º DP, no João XXIII, dois carros são incendiados; em Sobral, Delegacia da Defesa da Mulher é alvejada. Ônibus é incendiado em Itaitinga.

15/7. Sargento Mardones Costa e o subtenente Aldemir Paula Silva são baleados no Antônio Bezerra.

16/7. 3º DP, no Otávio Bonfim, é alvejado e, em seguida, 11 presos fugem. Ônibus é incendiado no Jardim Iracema. Criminosos atiram contra a recepção da GMF e ateiam fogo na lateral do prédio. Ônibus da Gertáxi é incendiado no Parque Iracema. Soldado Francisco Claudemir é baleado no Antônio Bezerra.Delegacia de Pacajus é alvejada com oito tiros.

17/7. Viatura é alvejada no bairro Panamericano; delegacia é atacada no Vila Velha; carro do Corpo de Bombeiros é atacado

TAGS