PUBLICIDADE
Notícias

Vigilante é executado e suspeito morre após troca de tiros em Mombaça

A vítima trabalhava informalmente fazendo a vigilância de lojas do Centro da cidade, conforme a PM. Um dos suspeitos foi baleado e morreu no hospital

14:12 | 18/07/2016

Um homem, que trabalhava informalmente como vigilante de comércios, foi executado na manhã desta segunda-feira, 18, no Centro de Mombaça, a 269 km de Fortaleza. Antônio Vieira Cavalcante foi surpreendido por dois atiradores em uma moto e reagiu, mas acabou morrendo no local. Um dos suspeitos, identificado como César Vieira Evangelista, também foi baleado após troca de tiros com a Polícia e morreu no hospital.

A execução foi registrada por volta das 9h30min, quando os dois criminosos chegaram atirando, na rua Antônio Jaime Benevides, onde a vítima estava trabalhando. Segundo o tenente Juarez de Sousa, comandante da 3ª Cia. do 13º Batalhão de Polícia Militar, a dupla usava capacetes, e a placa da moto tinha um adesivo para dificultar a identificação.

Juarez contou que a viatura policial passou na área logo após o crime, quando os suspeitos já estavam em fuga. Uma perseguição foi iniciada e, em seguida, houve troca tiros entre os criminosos e a PM. "Os suspeitos atiraram contra nossos policiais, que revidaram. Um deles entrou em uma casa abandonada, e o outro em uma loja", relatou.

Dentro da loja, a PM conseguiu capturar César Vieira, que estava baleado e armado com um revólver calibre 38, com cinco munições deflagradas. "Ele foi imediatamente socorrido para o hospital local, recebeu atendimento médico, mas não resistiu ao ferimento", informou o tenente.

 

O segundo suspeito fugiu pelos fundos da casa, em direção a um matagal, e continua foragido. A PM realiza buscas na região para prender o segundo envolvido na morte do vigilante, também conhecido como "Arizio".

 

De acordo com o tenente Juarez, a execução do vigilante teria sido motivada por um desentendimento com os suspeitos. "Nós descartamos a hipótese de roubo, pois apuramos que existia um problema entre o César e o Arizio. Não podemos ainda dar maiores detalhes para não atrapalhar as investigações, mas acreditamos que foi um acerto de contas", completou.

 

TAGS