PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Casal aciona Bombeiros para retirada de anel

O anel estava preso no dedo da jovem e foi retirado por meio do auxílio de uma mini retífica

07:53 | 27/12/2019
O casal chegou aflito à sede da 1ª Companhia do 2º Batalhão de Bombeiros Militares (1ªCia/2ºBBM), em Maracanaú.
O casal chegou aflito à sede da 1ª Companhia do 2º Batalhão de Bombeiros Militares (1ªCia/2ºBBM), em Maracanaú. (Foto: Divulgação/SSPDS)

Um casal chegou aflito à sede da 1ª Companhia do 2º Batalhão de Bombeiros Militares (1ªCia/2ºBBM), em Maracanaú. O motivo era um anel que estava preso no dedo anelar direito da jovem de 17 anos. O caso ocorreu na tarde desta quinta-feira, 26.

De acordo com o subtenente Raimundo Orleans, da equipe de busca e salvamento, o dedo apresentava grande inchaço por causa do anel. Por meio de uma mini retífica, ferramenta usada para fazer pequenos cortes em materiais como ferro, madeira e plástico, o acessório foi facilmente removido. “Já lidei com vários casos inusitados, às vezes mais complicados que este”, diz o subtenente, que atua há 28 anos na corporação.

Os sargentos Antonio Cleiton Rocha e Lucileno Alves também participaram na solução da ocorrência. O casal já havia procurado ajuda em uma Unidade de Pronto de Atendimento (UPA) e em um hospital de Fortaleza, mas os locais não tinham o equipamento adequado para realizar a remoção do anel.

“Graças à mini retifica, adquirida pelo atual Comando da Corporação e distribuída para nossa unidade, ocorrências dessa natureza são facilmente resolvidas pela guarnição de serviço”, salientou o tenente-coronel Luiz Claudio Araújo Coelho, comandante da unidade.