PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Polícia e MP cumprem mandados de busca e apreensão contra presidente da Câmara de Maracanaú

Houve cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa do presidente da Câmara e na sede do Legislativo

13:18 | 10/09/2019
Presidente da Câmara de Maracanaú, vereador Carlos Alberto
Presidente da Câmara de Maracanaú, vereador Carlos Alberto (Foto: DIVULGAÇÃO/CÂMARA MUNICIPAL DE MARACANAÚ)

Atualizada às 14h18min

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) e a Polícia Civil (PCCE) cumpriram, na manhã desta terça-feira, 10, mandado de busca e apreensão na Câmara Municipal de Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Ação comandada pelo MPCE se estendeu ao gabinete do presidente da Câmara, o vereador Carlos Alberto Gomes de Matos (DEM), e a alguns setores administrativos. Não houve busca no gabinete de outros parlamentares.

O POVO Online apurou que ainda houve cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa do presidente da Câmara. A operação ocorreu das 6 às 10 horas desta terça. Durante esse período, só era permitida, na Câmara, entrada de pessoas responsáveis para abrir o gabinete do vereador Carlos Alberto e os outros setores onde houve busca.

De acordo com nota enviada pelo MPCE, os mandados faziam parte da deflagração da Operação Fantasma e da Operação Sued, que investigam suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro.

Foram cumpridos, no total, 21 mandados de busca e apreensão. Além disso, foram expedidos cinco mandados de prisão, sendo efetuadas três prisões. Os mandados foram cumpridos na Câmara, em residências particulares e em sedes de empresas. O processo tramita em segredo de Justiça, portanto, detalhes relacionados aos alvos das operações não podem ser divulgados. 

A Operação Fantasma teve como finalidade apurar suposta contratação de servidores fantasmas na Câmara Municipal, bem como suspeita de desvio de recursos da remuneração de servidores da Casa Legislativa. Já a “Operação Sued” visou debelar esquema de lavagem de dinheiro e seus crimes antecedentes, com suposto envolvimento da Empresa Sued, localizada em Maracanaú.

Vereadores se reúnem

Após a ação do MPCE e da Polícia Civil, vereadores se reuniram na sala da Presidência. 

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) foi contatada, mas a pasta solicitou que a reportagem entrasse em contato diretamente com a assessoria da Polícia Civil. Não houve retorno da PCCE até a publicação desta matéria.

Com informações do repórter Leonardo Maia/Especial para O POVO Online