PUBLICIDADE
Notícias

Morre cacique Daniel, líder dos pitaguary

Ele era uma das mais influentes lideranças do Nordeste na luta por demarcação de terras e garantias de direitos dos povos indígenas

21:04 | 18/04/2016
NULL
NULL
Na véspera do Dia do Índio, a comunidade indígena cearense sofre um duro golpe ao perder um de seus principais expoentes. Morreu nesta segunda-feira, 18, cacique Daniel, 65, líder do povo pitaguary há 29 anos. Ele era uma das mais influentes lideranças do Nordeste na luta por demarcação de terras e garantias de direitos dos povos indígenas.

Cacique Daniel estava há quatro dias internado no Instituto Dr. José Frota com problemas nos rins. Ele deixa como legado a demarcação da reserva pitaguary, em Maracanaú, na qual foi um dos principais responsáveis. Antes de seu falecimento, a luta de Daniel Pitaguary era pela homologação dessas terras por parte do Governo Federal.

"Uma perda inestimável e amanhã (terça-feira) é Dia do Índio. O cacique Daniel tinha uma espiritualidade muito presente. Esteve em todos os processos de luta dos povos indígenas. A luta dele resultou em uma portaria demarcatória para a reserva dos pitaguary. Isso gerou uma sustentabilidade e uma segurança jurídica do povo pitaguary", relembra Weibe Tapeba, responsável pela Coordenação das Organizações e Povos Indígenas do Ceará (Copice)

Às 16 horas desta terça-feira, 19, será realizada uma celebração na aldeia dos pitaguary congregando algumas das principais tribos do Estado para prestar-lhe as últimas homenagens. "O cacique Daniel esteve sempre coordenando os povos indígenas do Ceará e muitos deles vão vir para homenageá-lo. Vamos fazer um ritual entre os povos para marcar essa partida", complementa Weibe Tapeba.
TAGS