PUBLICIDADE
Notícias

Professores de Maracanaú protestam por reajuste salarial

A categoria fará uma assembleia nesta tarde e, caso a proposta da Prefeitura não seja aceita, a greve será aprovada

09:54 | 18/02/2016
NULL
NULL

Os professores da rede pública de Maracanaú fazem um protesto em frente à Prefeitura da cidade, na manhã desta quinta-feira, 18. A categoria reivindica reajuste salarial de 11,36%, fim dos sábados letivos, pagamento da verba do antigo Fundef, entre outros benefícios.

Uma comissão do Sindicato Unificado dos Profissionais da Rede Pública do Município de Maracanaú (Suprema) foi recebida, por volta das 9h30min, para negociar com o prefeito.

"A gente não aceita essa proposta de apenas 4%, que é incompatível com a necessidade dos educadores. Esse valor não integra o reajuste dos anos anteriores, por conta disso estamos nos manifestando", explicou o vice-presidente do sindicato, Francisco Vicente.

Nesta tarde, o Suprema realizará uma assembleia e, caso as propostas da Prefeitura não sejam aceitas, a greve poderá ser aprovada. As negociações, conforme o vice-presidente, já ocorrem há mais de dois meses.

Os professores também lutam pelo reajuste do auxílio-alimentação e renovação do Plano de Carreiras e do Estatuto do Magistério.

Redação O POVO Online
TAGS