PUBLICIDADE
Notícias

Seis pessoas são mortas no interior do Ceará

Entre as vítimas, dois eram adolescentes, de 15 e 17 anos, mortos em Aracati e Juazeiro do Norte, respectivamente; ao todo, 24 pessoas foram presas pelo CPI Sul e CPI Norte

08:31 | 01/04/2014
O Comando de Policiamento do Interior (CPI) registrou, durante as últimas 24 horas, seis homicídios no interior do Ceará, nos municípios de Crato, Juazeiro do Norte, Canindé (dois casos), Brejo Santo e Aracati. Ao todo, 46 pessoas foram presas e quatro armas foram apreendidas no Interior na última segunda-feira, 31.

O primeiro crime foi registrado em Juazeiro do Norte, por volta das 12 horas. Um adolescente de 17 anos foi morto a tiros na rua Francisco Martins de Sousa, no bairro Frei Damião. Segundo a Polícia, dois homens em uma motocicleta atiraram contra a vítima e fugiram sem ser identificados. O adolescente foi socorrido ao hospital, mas veio a óbito. Dois irmãos ainda foram assassinados a tiros em Canindé.

No Crato, um jovem de 20 anos foi assassinado com tiros na avenida Pedro Felício Cavalcante, no Parque Granjeiro, por volta das 16h40min. Antônio Gustavo de Sousa Barbosa, 20 anos, foi atingido na nuca, na coxa e no tórax. Ele foi encaminhado ao hospital São Francisco, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Ainda não há informações sobre os suspeitos.

Assim como em Juazeiro, um homem foi alvejado por pessoas em uma motocicleta, na rua Manoel Inácio de Lucena, próximo à igreja Matriz. Segundo o CPI, a vítima, identificada como José Marconde de Sousa, 36 anos, morreu no local após ser atingido com dois tiros na cabeça, por volta das 18 horas. Acusados fugiram.

O último crime registrado na última segunda ocorreu em Aracati, na rua Filismino Filho. Uma adolescente de apenas 15 anos foi morta a bala, por volta das 22 horas. Durante a ação, outro adolescente de 17 anos ainda foi baleado no local. O jovem foi encaminhado ao hospital e contou à Polícia que outro adolescente teria efetuado os disparos. Mais dois adolescentes, que estavam no local do crime,vão prestar depoimento sobre o caso.

Redação O POVO Online

TAGS