Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Feira de Fogos volta ao formato presencial após dois anos em Juazeiro do Norte

Vendas ainda estão abaixo das expectativas do comerciantes, que esperam aumentar o faturamento na reta final do mês, com a chegada das homenagens a São João e São Pedro

A volta dos festejos juninos no Interior do Estado reaquece o comércio de fogos de artifício em Juazeiro do Norte, na região do Cariri. Após dois anos, a tradicional Feira de Fogos da cidade volta ao formato convencional, com vendas presenciais. Em 2020, primeiro ano da pandemia, o evento foi cancelado. Já no ano passado, as vendas foram realizadas no sistema drive-thru.

Realizada há mais de 50 anos, a feira funciona no Parque Ecológico dos Timbaúbas, no bairro Lagoa Seca. Neste ano, segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos (Semasp), 35 permissionários montaram stands de vendas. De acordo com o titular da pasta, Diogo Machado, o evento conta com autorização formal do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBM-CE).

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Elaboramos um projeto com croquis [desenhos] de área e limitamos a distância das bancas para que a gente possa ter uma segurança maior tanto para os vendedores quanto para os clientes", pontua, frisando que este é o primeiro ano em que a feira é realizada com Certificado de Conformidade emitido pelo CBM-CE.

Embora entusiasmados com a volta da feira, os permissionários dizem ainda não terem superado as expectativas de vendas. É o caso de comerciante Francisco de Assis, que previa faturamento no mesmo patamar do período pré-pandemia, mas ainda não viu as vendas deslancharem.

A esperança dele é que nesta reta final do mês, mercado pelas comemorações de São João e São Pedro, o cenário mude. "A tendência é que melhore [as vendas] porque o pessoal geralmente deixa para vir nos últimos dias", afirma.

Assim como Francisco, a também permissionária Josy Silva aposta suas fichas para o últimos dias do mês. "Estamos esperando que melhore mais até esta quinta-feira, 23, por causa do São João, e no São Pedro. Este ano os preços estão bons, tomara que consiga vender toda a mercadoria", diz a comerciante.

Segundo ela, bombas, chuvinhas e traques-salão estão entre os itens mais procurados pela clientela, especialmente pais de crianças.

As vendas, que começaram no dia 1º de junho, seguem até o dia 30. Os stands estão abertos ao público todo dia, das 7 às 18 horas.

Com informações do repórter Guilherme Carvalho, da Rádio CBN Cariri

OUÇA O PODCAST VOO 168 BASTIDORES

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar