PUBLICIDADE
NOTÍCIA

CGD investiga agentes envolvidos em confusão em Jeri e irá instaurar procedimento disciplinar

Vídeos que circulam em redes sociais mostram três homens, aparentemente, brigando com outro grupo na praia principal

14:05 | 06/05/2019
Praia das Caipirinhas, descendo na Rua Principal de Jericoacoara.
Praia das Caipirinhas, descendo na Rua Principal de Jericoacoara.(Foto: Reprodução)

Os agentes da Segurança Pública (SSPDS) envolvidos em uma confusão registrada na noite de sábado, 4, em Jericoacoara, devem responder procedimento disciplinar instaurado pela Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD). De acordo com o órgão, o caso está sendo apurado em busca de identificar os supostos policiais que realizaram os disparos. 

A ação foi denunciada por moradores e visitantes da praia. Em vídeos que circulam em redes sociais é possível ver três homens, aparentemente, brigando com outro grupo na praia principal, conhecidas como “caipirinhas”. Em uma das captações, é possível ver um deles sacando a arma e apontando para a multidão. Em outra, os disparos são ouvidos.

Em um dos vídeos, um homem com trajes semelhantes ao de um policial militar estava perto de um dos envolvidos, mas tentou detê-los. Testemunhas contaram que os envolvidos são membros da Polícia Civil do Estado.

De acordo com o relato de pessoas presentes no local onde ocorreu a confusão, os suspeitos teriam sido rejeitados por algumas moças que estavam junto a um grupo de amigos. Os agentes teriam se exaltado e começaram a agredi-las com puxões de cabelo e tapas. Algumas pessoas intervieram, mas, logo em seguida, eles levantaram as blusas, mostrando as armas. Um deles sacou o revólver e atirou para cima.

A fonte ainda diz que eles continuaram efetuando disparos enquanto andavam da praia sentido praça, pela Rua Principal. Os tiros continuaram até eles chegarem à praça e avistarem a chegada da Polícia Militar.

O POVO Online entrou em contato no domingo, 5, pela manhã com a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), mas até o momento a pasta não se posicionou sobre o caso. 

Veja os vídeos da confusão:

O Povo