Suspeitos de latrocínio que vitimou vereador conheciam a rotina da barraca de praia
PUBLICIDADE
Notícias


Suspeitos de latrocínio que vitimou vereador conheciam a rotina da barraca de praia

O grupo roubou R$ 8 mil reais do estabelecimento e diz que possuía a informação de que havia dinheiro no local

21:08 | 05/01/2016
NULL
NULL
Os três suspeitos do latrocínio ( roubo seguido de morte) que vitimou o vereador José Marcondes Rodrigues, 44, na praia de Almofala, município de Itarema, foram capturados e disseram à Polícia que pretendiam roubar a barraca, pois sabiam da existência de dinheiro no estabelecimento. Na ação eles levaram cerca de R$ 8 mil.

De acordo com o major PM Cleilson de Araújo, que comandava a equipe do Comando Tático Rural (Cotar), do Batalhão de Choque, por volta de meio dia, o serviço reservado do 11º Batalhão da Polícia Militar (Itapipoca), recebeu uma informação, repassada por moradores, de que os suspeitos estariam escondidos em um mangue localizado na Praia da Tijuca.

"A gente ia entrar no mangue e encontramos um dos envolvidos, que estava comprando comida em uma barraca de praia, para o restante que estava dentro do mato. Ele estava com um maço de dinheiro que foi roubado da barraca", explicou o oficial.
[VIDEO1]
Conforme o major, o suspeito é Tânio Ramos Carneiro, de 21 anos, que após se deparar com os policiais os levou até o esconderijo do restante. Com os militares do serviço reservado e a Coordenadoria Integrada de Operações Áereas (Ciopaer), o oficial diz que Tânio ia mostrando o caminho e, quando a Polícia encontrou os outros dois, não houve chance para reação.

Trio

[FOTO4]De acordo com o comandante do CPI Sul, coronel Júlio Aquino, que coordenou a operação, o Francisco Edvaldo dos Santos, de 18 anos, confessou ser o responsável pelo tiro que vitimou o vereador. Já o adolescente de 17 anos, teria participação no assalto, Tânio estaria nas proximidades e deu apoio na fuga.

O coronel ressaltou a existência de um 5º suspeito apontado como o mentor do assalto à barraca de praia e responsável pelo fornecimento da arma do crime. O comandante diz que o quarto suspeito, que continua foragido, teria toda a rotina da barraca de praia. Com os detidos a Polícia encontrou R$ 6.333 reais, dos oito mil roubados. O comandante acredita que o restante do dinheiro está com o quarto envolvido.

Conforme Júlio Aquino, todos foram encaminhados à Fortaleza, por meio de um comboio, onde foi realizado o flagrante na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), por latrocínio e corrupção de menor. O auto foi realizado pela diretora da DHPP, Socorro Portela. O adolescente foi levado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

Itarema

[FOTO2]O amigo da família, Airton Júnior Alves, disse que o corpo estava sendo velado na Câmara Municipal de Itarema. O sepultamento acontece por volta das 8 horas, no cemitério da cidade. Ele explica que, ao saberem da prisão dos suspeitos, os moradores de Itarema se reuniram e saíram as ruas em direção à delegacia no intuito de linchar. Alguns queriam invadir o local, no entanto a Polícia interviu e impediu. Em seguida, todos foram encaminhados à Fortaleza.

"Os comércios fecharam e a comoção foi geral. Neste momento a câmara está lotada de gente, políticos, candidatos, professores, amigos, jovens. Ele era uma pessoa bem relacionada", disse o amigo.

O presidente da câmara dos vereadores, Magno Vasconcelos (PDT) disse que o crime é considerado uma tragédia na cidade e que a população clama por Justiça. O velório de Marcondes teve uma média de duas mil pessoas e para o sepultamento, o presidente da câmara espera que mais de três mil pessoas lotem o cemitério para prestar as últimas homenagens ao político.
TAGS