PUBLICIDADE
Notícias

Polícia conclui inquérito e indicia caseiro do caso Rakelly

O inquérito foi encaminhado nesta tarde para o Poder Judiciário de Itaitinga

18:20 | 04/10/2016

A Divisão de Homicídios concluiu o inquérito policial sobre o caso do assassinato da menina Rakelly Matias Alves, 8 anos, nesta terça-feira, 4. O acusado do crime, o caseiro José Leonardo de Vasconcelos, foi indiciado pelos crimes de estupro de vulnerável, homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver.


O inquérito foi encaminhado nesta tarde para o Poder Judiciário de Itaitinga. O acusado está preso desde o dia 24 de setembro, data que a Polícia também encontrou o corpo da menina Rakelly e Leonardo foi considerado o principal suspeito do crime.


O caseiro Leonardo confessou ter abusado sexualmente de Rakelly, que foi morta por asfixia e jogada em uma cacimba do sítio no qual a garota tinha ido brincar com o filho de Leonardo.


O caso
Rakelly estava desaparecida desde o dia 21 e foi encontrada morta no último sábado, 24, dentro de uma cacimba localizada em um sítio, no terreno ao lado da casa onde ela morava com a família. A morte da criança gerou comoção e revolta entre os moradores do distrito de Gereraú, em Itaitinga. A população tentou invadir a casa do suspeito, mas ele não estava mais no local.


O caseiro do sítio foi preso em flagrante e autuado por homicídio, estupro de vulnerável e ocultação de cadáver. Na noite de domingo, ele foi transferido para o Sistema Penitenciário do Estado.

TAGS