PUBLICIDADE
Notícias

Justiça decreta prisão preventiva do acusado de matar menina Rakelly

16:35 | 28/09/2016
O caseiro José Leonardo de Vasconcelos Graciano teve a prisão preventiva decretada na última terça-feira, 27. O juiz Edísio Meira Tejo Neto, que responde pela Vara Única da Comarca de Itaitinga, acatou o pedido de prisão preventiva feito ainda na terça-feira pelo Ministério Público e determinou a prisão cautelar.

José Leonardo foi preso em flagrante no último sábado, 24, pelo homicídio da garota Rakelly Matias Alves, de oito anos.

Os crimes nos quais Leonardo foi autuado são os de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e estupro de vulnerável.

O magistrado argumentou que "a segregação do acusado é indispensável à garantia da ordem pública e da credibilidade da Justiça, posto que foram praticados três crimes bárbaros distintos, quais sejam estupro de vulnerável, homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver", afirmou.

O caseiro Leonardo confessou ter abusado sexualmente de Rakelly, que foi morta por asfixia e jogada em uma cacimba do sítio no qual a garota tinha ido brincar com o filho de Leonardo.

“Entendo que a confissão do acusado, aliado ao depoimento dos policiais civis e testemunhas, bem como diante da própria situação em que realizada prisão, são aptos ao reconhecimento dos indícios de autoria no caso”, complementou o juiz ressaltando que nos autos do processo estão claramente presentes os requisitos legais indispensáveis à prisão cautelar.
TAGS