PUBLICIDADE
Notícias

Sejus contesta número de oito mortes e confirma somente duas

As vítimas teriam morrido durante as rebeliões registradas neste sábado

18:31 | 21/05/2016

Atualizada às 21h55min

Pelo menos oito mortes foram registradas em duas unidades prisionais de Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), até às 18h40min deste sábado, 21, no primeiro dia da greve do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado do Ceará.

Segundo O POVO apurou com um perito criminal, foram registradas sete mortes na Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor José Jucá Neto (CPPL III).

Conforme O POVO apurou, outra morte foi registrada na Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL I). As vítimas teriam morrido durante as rebeliões registradas neste sábado.

[SAIBAMAIS3] 

Porém, a assessoria de imprensa da Secretaria de Justiça do Estado do Ceará (Sejus) confirma somente duas mortes nas unidades prisionais. Já o Ministério Público do Ceará fala em quatro.

[VIDEO1] 

Morte na CPPLI

O interno morto na CPPL I é Douglas Matos Ferreira, de 20 anos.

Uma das suspeitas é que o crime tenha sido motivado por Douglas estar envolvido na morte de um familiar de outro detento daquela unidade. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios.

Douglas Ferreira respondia por tráfico de drogas. Não há informações dos outros mortos.

Os nomes dos outros detentos mortos não foram divulgados.

Redação O POVO Online

TAGS