PUBLICIDADE
Notícias

Ministério Público Estadual recomenda anulação de concurso público no interior

Promotor alega que houve irregularidade no recurso da revisão de nota

19:25 | 28/03/2014

O Ministério Público Estadual recomendou nesta sexta-feira, 28, que a Prefeitura Municipal de Ipaumirim e a Consultoria Público-Privada (Consulpam) anulassem o resultado de um concurso público no município, que fica a cerca de 340 Km de Fortaleza. A ação partiu do promotor de Justiça Leonardo Marinho de Carvalho Chaves, que afirma ter havido irregularidades devido à falta de transparência da Consulpam no concurso.


[SAIBAMAIS1]Segundo o promotor, muitos candidatos obtiveram revisão de nota na fase do recurso do resultado, com identificação nominal de recursos. Quando averiguadas pelo Ministério Público, a partir de denúncias de fraude de outros candidatos que alegaram que vários concorrentes se beneficiaram conseguindo notas acima da média com o recurso da revisão. O órgão constatou então a desobediência ao edital do concurso, que impede a execução de recursos fora do prazo.


O Ministério Público deu à Prefeitura de Ipaumirim o prazo de 48 horas para que ela acate a decisão de anular o certame, caso contrário, poderão ser adotadas outras formas de penalização pela irregularidade.





Redação O POVO Online

TAGS