PUBLICIDADE
NOTÍCIA

"Foi uma ação criminosa", afirma coronel dos Bombeiros sobre incêndio em estação centenária em Iguatu

O fogo atinge o prédio histórico da cidade desde às 20h desta segunda-feira, 5, e começou a reduzir por volta das 21h após intensa ação dos bombeiros

Alan Magno
22:59 | 05/10/2020
Incêndio atinge estação ferroviária centenária em Iguatu. Coronel dos Bombeiros acredita ter sido "ação criminosa" (Foto: WhatsApp O POVO)
Incêndio atinge estação ferroviária centenária em Iguatu. Coronel dos Bombeiros acredita ter sido "ação criminosa" (Foto: WhatsApp O POVO)

Atualizada às 13h55min desta terça-feira, 6 

O prédio centenário da antiga estação ferroviária de Iguatu, no interior do Ceará, foi atingido por um incêndio na noite desta segunda-feira, 5. O fogo teria começado por volta das 20h e foi controlado por volta das 22h. Uma guarnição do quartel do município atuou no controle das chamas e utilizou cerca de 10 mil litros de água para controlar as chamas. O tenente-coronel dos Bombeiros de Iguatu, Nijair Araújo, destacou que o prédio foi "completamente destruído" e frisou ainda que a hipótese dos bombeiros é de que o fogo tenha sido criminoso. 

"Acreditamos que não foi um foco natural porque nas últimas semanas temos atendidos vários incêndios no local. Quem estava tentando destruir, conseguiu. Hoje deu certo. Acreditamos que não foi algo natural, foi uma ação criminosa", relatou com exclusividade ao O POVO. Ele afirmou que haverá uma perícia no local por parte dos Bombeiros para tentar averiguar a origem das chamas e que um inquérito da Polícia Militar buscará encontrar os responsáveis, caso seja concluído que o incêndio foi de fato criminoso. 

O prédio, que completaria 120 anos daqui a um mês, faz parte dos bens históricos da cidade e fica localizado no centro do município, em frente à Praça das Crianças, na avenida Dr. José Holanda Montenegro. A estrutura tem seu valor histórico, artístico e cultural reconhecido no banco de dados do Instituto do Patrimônio, Histórico e Artístico Nacional (Iphan). 

Em um vídeo obtido pelo O POVO é possível perceber que as janelas do estabelecimento, bem como o teto do edifício, ruíram completamente diante das chamas. O coronel destacou que as perdas representam um "colapso estrutural" no complexo que formava a antiga estação.

Além disso, todos os materiais que estavam armazenados no Galpão, como artigos de decoração natalinas, foram destruídos. Desde o dia 20 do último mês, o CBMCE já atendeu quatro ocorrências de incêndios no prédio- sendo essa a última registrada.

O fogo, bem como a cortina de fumaça gerada no incêndio, pode ser visto na maior parte dos bairros da Cidade. Além dos bombeiros, uma unidade da Polícia Militar esteve no local dando suporte à ocorrência. Uma série de curiosos se aglomerar nas proximidades para filmar e observar a atuação dos bombeiros frente às chamas. 

A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) abriu inquérito para apurar as causas do incêndio. De acordo com informações do órgão, a previsão é de que investigação seja concluída dentro de 30 dias.