PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Óleo é removido da orla em Icapuí; limpeza foi concluída na região

Voluntários e moradores participaram da retirada dessas manchas

Lucas Braga
17:33 | 22/10/2019
As manchas estão espalhadas por toda a praia, alguns peixes mortos também podem ser encontrados.
As manchas estão espalhadas por toda a praia, alguns peixes mortos também podem ser encontrados. (Foto: Reprodução)

Atualizada às 19 horas

Pelo menos 400 kg de resíduos foram removidos da praia de Barreiras, no município de Icapuí (Litoral Leste do Ceará). A mancha de óleo foi encontrada nesta segunda-feira, 21, mas a limpeza já foi completamente realizada na região, de acordo com a Marinha do Brasil.

Já a Secretaria do Meio Ambiente do Ceará (Sema) afirmou que os resíduos totalizaram o dobro, 800 kg, entre óleo e areia suja. "Barreiras foi a única praia afetada esta semana. O monitoramento continuará sendo feito diariamente pelo helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e por embarcações da Marinha. Temos uma equipe de sobreaviso para ajudar nessa limpeza. Estamos planejando plano de prevenção, mas não há informação concreta de nova mancha, o que era nosso maior medo", ratifica Artur Bruno, titular da Sema.

"A Marinha, juntamente com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Agência Nacional do Petróleo (ANP), Prefeitura e voluntários, já realizou toda a limpeza da área afetada", informou a nota. Marinha, Ibama e ANP compõem o Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA) do incidente de Poluição de Óleo no litoral do Nordeste.

Proprietários de barracas e pousadas da região, junto a moradores, participaram na retirada dessas manchas. Francisco Carlos Farias, gerente da barraca João Velho, conta que a preocupação começou na quinta, 17, quando um pescador avistou em alto mar manchas de óleo a 15 milhas da costa.

“O sentimento majoritário e unânime do pessoal é tristeza. Muitos pensavam que talvez nem passasse por aqui. Mas agora chegou e o sentimento de tristeza é visível em todos que se deparam com a cena, ou mesmo vendo uma foto ou um vídeo", diz Océlio Cruz, 36, técnico de informática e morador da região.

O Ibama informa que trata-se de petróleo cru, e não é produzido no Brasil. Até o dia 19, praias no Ceará atingidas pelas manchas de petróleo eram Lagoinha, Paracuru, Sabiaguaba, Prainha, Caponga e Morro Branco.

>> Saiba o que fazer se encontrar mancha de óleo na praia

Uma reunião do Grupo de Trabalho de combate à mancha de óleo no litoral cearense prevista para a tarde desta terça-feira, 22, na sede da Secretaria do Meio Ambiente do Ceará (Sema), foi cancelada. O encontro trataria de balanço das ações de monitoramento e limpeza.

A reunião aconteceu posteriormente na Marinha, pela suspeita de nova mancha. "É a Marinha quem está fazendo o monitoramento no mar no momento", segundo o comunicado.