PUBLICIDADE
Notícias

Homem é condenado a 24 anos de prisão por crime de feminicídio

22:20 | 09/11/2017
Um homem foi condenado a 24 anos e nove meses de prisão pelo crime de feminicídio. A decisão é da juíza Juliana Bragança Fernandes Lopes, titular do Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da Comarca de Guaraciaba do Norte, a 303 km de Fortaleza.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), Josué de Oliveira Paiva deverá cumprir pena em regime fechado por ter matado a companheira a facadas. O crime foi motivado por ciúme

A denúncia do Ministério Público do Ceará (MPCE) aponta que, antes de matar a vítima, o réu deixou a companheira em cárcere privado. Ela chegou a ser levada ao hospital após as facadas, mas morreu a caminho da unidade de saúde. Em seguida, Josué foi preso em flagrante e confessou o crime.

Conforme o júri, o crime é de motivo torpe, por meio cruel. Outra definição é que a infração foi cometida por a vítima ser do sexo feminino. Alegando que Josué era réu confesso, a defesa pediu a retirada das qualificadoras apresentadas ao júri, mas a tese não foi aceita.

A juíza Juliana Bragança destaca que "o réu afirmou que caso a vítima não ficasse com ele, não ficaria com mais ninguém, o que denota extrema reprovabilidade e deve ser negativado por ser recriminante". Além disso, a sentença aponta que "as circunstâncias do crime também pesam negativamente contra o réu, pois a vítima possuía 14 anos de idade e ainda possuía doença mental".

Redação O POVO Online
TAGS