PUBLICIDADE
Notícias

Adolescente de 13 anos é abusada pelo pai e o irmão em Guaiúba

Abusos ocasionados pelo irmão resultaram na gravidez da menina

16:15 | 04/10/2017

Um jovem de 19 anos foi preso na manhã desta terça-feira, 3, suspeito de abusar da irmã de 13 anos, no município de Guaiúba. No último sábado, 30, o pai da garota, um homem de 31 anos, já havia sido detido durante o cumprimento de um mandado de prisão por abusar da menina desde os 8 anos de idade.

De acordo com o titular da delegacia do município, Francisco de Assis Cavalcante Nogueira, o irmão foi preso em flagrante quando tentava fugir em uma Topic. Conforme as investigações, desde julho deste ano ele mantinha um relacionamento sexual com a adolescente, sendo a última vez na madrugada de ontem. Segundo o Conselho Tutelar de Guaiúba, os abusos ocasionados pelo irmão resultaram na gravidez da menina.

O caso só foi descoberto após uma denúncia anônima feita ao Conselho Tutelar da cidade em abril deste ano. De acordo com o conselheiro Antônio Glauber Prudêncio da Silva, que faz parte do colegiado que está acompanhando a vítima, após a constatação dos fatos, a primeira medida foi fazer o resgate da mãe e da garota. “Nossa preocupação era tirar ela da área de risco, para que ela não sofresse mais perigo”, afirma.

As duas moravam na zona rural da cidade, no distrito de Dourados, e foram encaminhadas pelo Conselho Tutelar para uma casa custeada pela Prefeitura na sede do município. Durante esse período, o pai esteve foragido. Além de abusar da menina, ele ameaçava e espancava a esposa, que tem 61 anos.

Conforme Glauber Silva, o irmão materno não morava com a menina e também não a conhecia e só passou a visitar ela e a mãe após a mudança. O segundo caso de abuso só foi descoberto após sair o resultado do exame de gravidez, solicitado pelo Conselho Tutelar, após a menina passar mal no colégio. “Só após o resultado, ela admitiu que o pai do filho dela era o próprio irmão. Com isso, acionamos novamente a Polícia Civil para intervir”, disse.

Além do Conselho Tutelar, a garota e a mãe continuam sendo acompanhadas por psicólogos e pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Os dois acusados estão presos e serão indiciados por estupro de vulnerável. O pai também responderá por agressão e ameaça.

 

Redação O POVO Online

TAGS