PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Carro apontado como transporte utilizado no assassinato do prefeito de Granjeiro é apreendido no Piauí

O homem em posse do carro e o proprietário de uma revenda que se preparava pra colocar o automóvel à venda foram presos em flagrante

Matheus Facundo
12:55 | 17/01/2020
Carro foi visto nos arredores de onde o prefeito João do Povo foi morto  (Foto: Divulgação/Polícia Civil do Estado do Ceará )
Carro foi visto nos arredores de onde o prefeito João do Povo foi morto (Foto: Divulgação/Polícia Civil do Estado do Ceará )

O veículo apontado como transporte utilizado por suspeitos de assassinarem o prefeito de Granjeiro, João Gregório Neto, o João de Deus, foi apreendido no Piauí. Apreensão ocorreu na Capital, Teresina, nessa quinta-feira, 16. Informações são da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE).

O homem em posse do carro e o proprietário de uma revenda que se preparava pra colocar o automóvel à venda foram presos em flagrante. A PCCE segue em apurações para descobrir se um dos homens tem envolvimento no crime, que ocorreu na véspera de Natal, no último dia 24 de dezembro. Imagens de câmeras de segurança mostram o veículo nas proximidades de onde ocorreu o homicídio.

O suspeito disparou tiros de arma de fogo contra os policiais e fugiu em direção a um matagal mas acabou se entregando às autoridades, sendo conduzido à Central de Flagrantes. Além da autuação pelo carro, ele responderá por tentativa de homicídio contra os agentes e receptação. Ele já possuía passagem por estelionato. A arma de onde partiram os tiros está sendo procurada.

Agentes de segurança do Grupo de Apoio Operacional da Polícia Civil do Estado do Piauí (PCPI) atuaram com os policiais cearenses na operação.

O veículo, de modelo Polo, foi encontrado sem as placas originais. O proprietário da revenda preso entregou à Polícia as placas originais. Ele foi autuado pelo crime de recepção.

Força-tarefa

A PCCE informa que oficiais investigam "de forma ininterrupta" todas as circunstâncias da morte de João do Povo. "As investigações são conduzidas pelo Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI Sul), com apoio das delegacias regionais de Crato e de Juazeiro do Norte".