PUBLICIDADE
NOTÍCIA

MPCE denuncia policial suspeito de balear jovem que voltava de partida de futebol e o deixar paraplégico

As vítimas voltavam de uma partida de futebol quando foram confundidas com assaltantes. Um dos rapazes foi baleado na abordagem e ficou paraplégico

07:23 | 23/10/2020

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) denunciou o policial militar Rayz Allan Ferreira da Silva por lesão corporal grave. A denúncia ocorreu por meio da Promotoria de Justiça Militar e Controle Externo da Atividade Policial Militar na última quarta-feira, 21.

Conforme o inquérito policial militar, no dia 16 de outubro de 2019, no Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), Antônio Aurélio Araújo de Sousa e Igor Bezerra Farias foram lesionados pelos tiros que partiram o soldado. Aurélio ficou paraplégico. 

No dia, a composição foi acionada pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) para que fossem até a CE-040, pois um cidadão estava com o carro quebrado e solicitava apoio policial enquanto chegasse o reparo mecânico. O denunciado, que estava na composição, foi até o local pois tinha conhecimento da localidade e de que havia a prática de assaltos com indivíduos de motocicleta na área.

Enquanto fazia a segurança do cidadão, passaram dois homens que a composição julgou como suspeitos. Foi quando os policiais embarcaram na viatura para abordá-los.

Conforme o documento obtido pelo O POVO, por uma distância de um quilômetro, os indivíduos viram a viatura e fizeram menção de parar, mas continuaram e então pararam. Quando os policiais desceram, o garupeiro fez menção de puxar a arma colocando a mão na cintura e o soldado Allan efetuou três disparos, pois era o policial responsável pela segurança da composição.

Nenhuma arma de fogo foi encontrada na posse das vítimas. Elas foram socorridas e encaminhadas a uma unidade de saúde. No entanto, Aurélio Araújo de Sousa, de 20 anos, ficou com a sequela de paraplegia por decorrência do disparo de arma de fogo. O MPCE denunciou o policial pelo crime de lesão corporal grave.