PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Caminhoneiro suspeito de estuprar jovem durante 13 dias é solto menos de 24 horas após prisão

A prisão aconteceu na noite da última quinta-feira, 27, e na sexta-feira, 28, foi expedido o alvará de soltura

22:13 | 29/12/2018

O caminhoneiro de 55 anos preso suspeito de crime de estupro contra uma jovem de 21 anos foi liberado menos de 24 horas após a prisão. A decisão foi da Justiça da comarca do Eusébio, que não constatou flagrante. A prisão aconteceu na noite da última quinta-feira, 27, e na sexta-feira, 28, foi expedido o alvará de soltura.

O POVO Online apurou com uma fonte da Polícia Civil que, inicialmente, o homem foi autuado em flagrante, no entanto, na comarca do Eusébio, a juíza entendeu que não houve elementos para a prisão.

A vítima tinha o sonho de ser caminhoneira e queria conhecer a realidade da vida na estrada. No entanto, conforme a fonte, baseada no depoimento da jovem, o homem teria abusado sexualmente durante toda a viagem, aproximadamente 13 dias. Depois de liberado, o homem também recuperou o caminhão, que estava apreendido na delegacia de Horizonte e seguiu viagem. 

Conforme foi divulgado pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a vítima relatou que sofria ameaças de morte do caminhoneiro. O homem era conhecido da família da vítima. Os dois são de Cascavel, no Paraná. Enquanto estava distraído, a vítima conseguiu fugir e procurou um abrigo na casa de moradores. 

 

Posteriormente, a Polícia Militar foi acionada e levou a vítima para a delegacia de Horizonte. Em seguida a PM encontrou o homem em um posto de combustível e o prendeu. A lei n° 12.015, de 2009, afirma que constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso é considerado estupro.

 

Redação O POVO Online

TAGS