PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Prefeito eleito de Ereré, Otoni Queiroz, segue internado com Covid-19 e não poderá tomar posse nesta sexta, 1º de janeiro

Eleito com candidatura única nas eleições do município, Otoni Queiroz (PDT) segue intubado e não comparecerá à cerimônia de posse. Vice Emanuelle Martins (PDT) assume

14:33 | 01/01/2021
Otoni Queiroz (PDT) segue intubado e não poderá assumir a prefeitura de Ereré nesta sexta-feira, 1º de janeiro de 2021 (Foto: Reprodução/Instagram)
Otoni Queiroz (PDT) segue intubado e não poderá assumir a prefeitura de Ereré nesta sexta-feira, 1º de janeiro de 2021 (Foto: Reprodução/Instagram)

Eleito em candidatura única para prefeito no município cearense de Ereré, a 320km da Capital, Otoni Queiroz (PDT) apresentou melhoras no quadro de saúde, mas segue internado em decorrência da Covid-19 e não poderá comparecer à cerimônia de posse, que está agendada para esta sexta-feira, 1º de janeiro de 2021, às 17h. Assume a prefeitura de Ereré a vice-prefeita eleita, Emanuelle Martins (PDT).

SAIBA MAIS | Prefeitos eleitos tomam posse em 5.472 municípios; 96 ficam pendentes

+ Ereré não trocou o nome do município; entenda

A reportagem do O POVO entrou em contato com pessoas próximas ao prefeito eleito, que confirmaram informações repassadas em boletim médico a familiares e amigos de Otoni. De acordo com o áudio, o político amanheceu bem na quarta-feira, 30, com "bom índice de oxigenação e boa saturação".

Desde esta data, a equipe médica concentra esforços em retirá-lo do estado de sedação. Na última tentativa, no entanto, Otoni acordou, apresentou agitação, quis levantar bruscamente e precisou ser contido.

Na movimentação, o prefeito eleito precisou passar por novo processo de intubação e teve piora no estado de saúde. A medicação destinada ao tratamento precisou ser reajustada e Otoni ficou estável novamente, sem febres e apresentando melhoras, no fim da tarde de quarta.

O político está internado desde 10 de dezembro, segundo informações de pessoas próximas. A mãe de Otoni, Lucinete Queiroz, também estava com Covid-19 e morreu aos 78 anos na quinta-feira, 31 de dezembro. Ele ainda não foi informado da perda da matriarca.

A vice-prefeita eleita, Emanuelle Martins (PDT), que tem 33 anos, assume interinamente a posse da Prefeitura de Ereré às 17h desta sexta-feira, 1º, em cerimônia de posse prevista para ocorrer na Câmara do Município. Otoni e Emanuelle foram os únicos candidatos do município e obtiveram 100% dos votos válidos (3.805).

Otoni Queiroz tem 42 anos, é solteiro, tem superior completo e declara ao TSE a ocupação de servidor público estadual. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 271.943,62. A eleição em Ereré teve 16,61% de abstenção, 2,09% votos brancos e 18,37% votos nulos.

>> Relembre: Eleições 2020: resultado da apuração para prefeito em todas as cidades do Ceará