PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Polícia prende suspeito de matar primo e tia para roubar R$ 2,8 mil

Familiar usou faca e pedaço de pau para assassinar o primo, em seguida, estrangulou a tia. Ele foi ajudado por um comparsa na ação

12:20 | 15/04/2019

Agentes da Polícia Civil capturaram no último domingo, 14, Valdionor Silveira Muniz, 42, identificado como Nô. Ele é acusado de executar Expedito José de Freitas, 54, e Francisca Maria de Farias, 87, respectivamente primo e tia do suspeito. O crime foi na cidade de Cruz, no Norte do Estado.

Valdionor teria invadido a casa dos familiares na madrugada de domingo para roubar R$ 2,8 mil que a idosa guardava embaixo do botijão de gás. Ele foi ajudado por Francisco Fernando do Nascimento, 36, conhecido como Fubá. Ambos foram presos em flagrante e autuados por latrocínio.

Segundo Marco Aurélio Elias de França, diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), na região Norte, ao invadir a casa, a dupla acabou acordando Expedido, que foi atacado a golpes de faca e pauladas. A tia despertou logo em seguida e foi estrangulada pelo sobrinho, segundo o delegado.

"Foi um crime bárbaro para a região, a comunidade ficou abalada por ver uma senhora e seu filho mortos da forma como foi", lamentou o delegado.  

Valdionor e Fernando confessaram o crime e identificaram onde as armas estavam guardadas. Ao todo, a Polícia também recuperou R$ 2 mil do montante roubado. O restante do dinheiro teria sido usado para compra de drogas, segundo investigação da Polícia. 

"Ainda temos prazo para concluir o inquérito. Queremos deixá-lo forma inequívoca para que o Ministério Público não devolva para outras diligencia e que não haja alguma margem para que os elementos possam ser postos em liberdade", concluiu o Marco Aurélio. 

O Povo