PUBLICIDADE
Notícias

Comunidade de Cedro denuncia escola abandonada há dois anos

Escola está abandonada há dois anos, quando foi nucleada. A secretária de Educação do município, Francisca Esmeraldina Bezerra falou ao O POVO Online sobre o caso

14:54 | 29/01/2016
NULL
NULL
A comunidade de Cedro, a 408,1 km de Fortaleza, convive com o descaso na área da educação há aproximadamente dois anos. A Escola E.M.I.A Barnabé José Vieira, localizada na zona rural do município, está abandonada, segundo relatos de moradores. O problema foi registrado pela rádio Montevideo AM e exposto nas redes sociais.
 
Segundo o jornalista Artur Virgilio, a instituição de ensino já está abandonada há mais de dois anos. "A escola está com todos os portões abertos e portas quebradas, com livros novos lacrados e monitor de computador jogados no chão", relatou. Populares reclamam também do excesso de lixo acumulado.

O POVO Online conversou com a gestão do município, por meio da secretária de Educação, Francisca Esmeraldina Bezerra, que negou o abandono. Segundo ela, a escola foi nucleada em 2014 porque apenas 12 alunos estavam matriculados, estudando em duas salas de aula multiseriadas com creche, pré-escola e primeiro ano.
 
Ainda segundo a secretária, os alunos são transportados em ônibus, acompanhados por um responsável para a Escola Pedro Moreira do Carmo, a mais próxima da região - como exige a resolução nº 0396/2005, do Conselho de Educação do Ceará. 
 
"Vandalismo"
 
Quanto à evidente sujeira e bagunça do local, a titular da pasta justificou como ato de vandalismo. "Fui comunicada há oito dias que entraram no imóvel e promoveram um ato de vandalismo. Uma pessoa por lá passou, tirou fotos e colocou numa rede social".
 
Responsabilidade dos moradores 
 
Esmeraldina Bezerra afirmou ainda que as chaves do imóvel foram entregues para a Associação de Moradores do Município. "Por solicitação de representantes da comunidade, (o prédio) está sendo utilizado para as reuniões da Associação com membros de Igrejas para aulas de catequese", assinalou.
 
A secretaria informou que vai notificar a Associação "para o cumprimento de cuidar e zelar semanalmente o imóvel", tirando a responsabilidade do Município.
 
A titular afirmou ainda que as carteiras que estão no local são antigas e que "todo o mobiliário escolar foi renovado". As novas carteiras foram encaminhadas para a Escola Pedro Moreira do Carmo, que atende os estudantes da região.
 
TAGS