Participamos do

Casa de alemão encontrado morto na Tabuba estava "revirada", dizem vizinhos

O idoso de 75 anos foi encontrado despido e em estado de putrefação. Ele estava com as mãos e tornozelos amarrados, amordaçado e apresentava marcas de violência
15:01 | Abr. 28, 2022
Autor Jéssika Sisnando
Foto do autor
Jéssika Sisnando Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A casa do alemão Peter Buchelt, de 75 anos de idade, encontrado morto dentro da própria residência, na Praia da Tabuba, em Caucaia, estava "revirada" e faltavam objetos como uma TV, que ficava no quarto dele. O corpo do estrangeiro foi encontrado nessa quarta-feira, 27, amordaçado, com mãos e tornozelos amarrados. Ele estava despido e o cadáver estava em estado de putrefação. Segundo relatos, porém, ainda eram perceptíveis marcas de violência. 

A vizinhança e algumas pessoas próximas ao alemão relatam que a morte pode ter acontecido nessa segunda-feira, 25, data do último contato dele. No entanto, o corpo só foi encontrado dois dias depois. Na casa, as pessoas sentiram falta de uma TV da vítima, de roupas e outros pertences.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Pessoas que conviviam com Peter fizeram questão de informar que ele não fazia uso de entorpecentes, se limitando a festas em casa, com uso de álcool. Ele já teria sido vítima de três roubos, o que faz os vizinhos desconfiarem que o alemão possa ter sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte).

Peter teria passado por uma cirurgia recentemente e ainda estava debilitado. No fim de semana, entretanto, a Polícia foi acionada para ocorrência de som alto na casa dele. A residência era alvo de denúncias pelas festas que caracterizariam "perturbação do sossego alheio". Ele não tinha familiares no Ceará, apenas alguns amigos que optaram por não serem identificados.

Adolescente foi morta há 10 dias na Tabuba 

Esse é o segundo crime na Praia da Tabuba em menos de um mês. Victoria Carla Matos Ferreira, de 17 anos, foi encontrada morta com sinais de violência. Ela foi morta a tiros. O caso foi registrado na no dia 19 de abril, dois dias depois do desaparecimento dela. A jovem saiu para ir à praia e não voltou para casa. A família realizou uma campanha divulgando a imagem da garota nas redes sociais para localizar o paradeiro. Ela foi encontrada em uma área de difícil acesso. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) esteve no local do crime para realização dos levantamentos  iniciais. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar