PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Testemunhas afirmam que comerciante de 64 anos foi morto por ter boa relação com policiais

Vítima mantinha uma sorveteria frequentada por agentes de segurança

Jéssika Sisnando
18:53 | 14/06/2020
Comerciante Francisco Saraiva da Silva foi morto a tiros  (Foto: via WhatsApp O POVO )
Comerciante Francisco Saraiva da Silva foi morto a tiros (Foto: via WhatsApp O POVO )

Testemunhas afirmam que a morte de um comerciante no bairro Capuan, em Caucaia, foi motivada por ele ter boa relação com policiais. O comércio, que era uma sorveteria, teria presença de agentes de segurança devido à amizade que a vítima possuía com os PMs. O crime aconteceu neste domingo, 14.

Os criminosos estavam em uma motocicleta. O vídeo do circuito de segurança mostra o momento em que um deles desce da garupa e efetua os tiros. Um comparsa permaneceu no veículo. Os dois fugiram em seguida. A Polícia teria a identificação de um dos criminosos.

Conforme a nota da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a vítima, Francisco Saraiva da Silva, de 64 anos, foi abordada pelos suspeitos que estavam na moto. A Perícia Forense foi até o local e um inquérito foi instaurado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O caso será transferido para o Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa (NHPP) de Caucaia.

Na sexta-feira, 12 e no sábado, 13, dois policiais militares foram mortos. Ocorrências teriam características de latrocínio (roubo seguido de morte). Outros agentes de segurança, incluindo um Guarda Municipal de Fortaleza e um policial do Raio foram baleados em situação semelhante.