PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Suspeitas de aplicar "golpe do nude" são presas em flagrante em Cascavel

As investigadas ameaçavam divulgar as imagens intimas das vítimas para conseguir dinheiro

22:58 | 06/04/2021

Duas suspeitas pelo crime de extorsão foram presas pela Polícia Civil nesta terça-feira, 6, no município de Cascavel, distante 60 km de Fortaleza. As investigadas, que são travestis, são suspeitas de aplicarem o “golpe do nude”, que consiste em pedir imagens íntimas de pessoas que mantinham relacionamento e, após consegui-las, ameaçavam e cobravam um valor para não divulgar as fotografias.

As travestis foram identificadas por Bruna Sofia e Natasha Almeida, ambas com 20 anos e sem antecedentes criminais. De acordo com a polícia, as investigadas conheceram a vítima em redes sociais e começaram a trocar mensagens por meio de um aplicativo de relacionamento. Nas conversas, que iniciaram no último fim de semana, elas conseguiram imagens íntimas da vítima. Elas começassem, então, a ameaçar e a cobrar um valor de R$ 200 para não tornar as imagens públicas.

LEIA TAMBÉM: Polícia cumpre mandado de prisão a três suspeitos de homicídio em Cariré

Mesmo após pagar o valor exigido por elas, a vítima, um homem de 36 anos, procurou as autoridades policiais para informar que continuava sendo extorquido. Os policiais civis conseguiram identificar e localizar as suspeitas, que foram capturadas na manhã de hoje, no bairro Centro, e conduzidas à Delegacia Metropolitana de Cascavel.

Durante a ação, celulares e dinheiro foram apreendidos. As investigadas foram autuadas em flagrante pelo crime de extorsão e estão à disposição da Justiça.

De acordo com o Código Penal no artigo 218, oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender, publicar ou divulgar registros que contenham cenas de sexo, nudez, pornografia, estupro, ou sem o consentimento, é crime sujeito a pena de reclusão de 1 a 5 anos. O crime ficou conhecido popularmente por “pornografia de vingança”, incluído pela Lei nº 13.718/2018.