PUBLICIDADE
Notícias

MPF instaura inquérito para apurar suspensão de atendimento hospitalar em Barbalha

Embora seja uma unidade de referência em oncologia no Cariri, o hospital sofre com a falta de recursos

19:05 | 01/12/2014

Por determinação do procurador da República Rafael Ribeiro Rayol, o Ministério Público Federal (MPF) em Juazeiro do Norte instaurou inquérito civil público para apurar a suspensão de atendimento no hospital Maternidade São Vicente de Paulo, localizado no município cearense de Barbalha, distante 503,4km de Fortaleza.  

Ainda que a unidade de saúde seja referência em oncologia na região do Cariri, faltam recursos para suprir a atual demanda e receber novos pacientes acometidos de câncer. O hospital também é o único cadastrado para atendimento oncológico pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em toda a região do Cariri e Centro-Sul do Estado do Ceará.
 
De acordo com informações do hospital São Vicente ao MPF, a verba repassada pelo Ministério da Saúde para a unidade de saúde é insuficiente, especialmente para a atenção oncológica. Além disso, o total de créditos não recebidos, a partir do teto de pagamento fixado, já ultrapassa R$ 570 mil. O hospital também afirmou que já solicitou o aumento do teto, mas não obteve resposta positiva do Ministério da Saúde, fator que impossibilita o atendimento imediato de novos pacientes com câncer.
 
O inquérito foi instaurado com base em reportagem veiculada, no último dia 7 de novembro, numa emissora de TV local. De acordo com a matéria, desde 1º de novembro, apenas os pacientes que já realizam tratamento no local continuam sendo atendidas e novos casos vão parar na lista de espera.

Redação O POVO Online

TAGS