PUBLICIDADE
Notícias

Três homens são presos por estupro de vulnerável no interior do Ceará

Os abusos de crianças podem ser denunciados à Polícia por familiares e responsáveis, mas também por qualquer pessoa por meio de dique denúncia nacional

19:31 | 24/08/2016

A Polícia prendeu, em 48 horas, três homens suspeitos de abusar de crianças, no interior do Ceará. Dois deles possuíam mandados de prisão em aberto por estupro de vulnerável, e o terceiro foi detido em flagrante. As informações são da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Soial (SSPDS).

O primeiro foi preso em flagrante na última terça-feira, 23, em Aquiraz. O homem de 67 anos é suspeito de estuprar uma menina de apenas oito anos, que morava na vizinhança. A vítima estava sozinha em casa e, após o crime, foi encontrada pelos avós no banheiro.

No mesmo dia, a Polícia Civil de Brejo Santo cumpriu o mandado de prisão contra outro idoso, de 73 anos, em Porteiras. Ele foi preso por causa de um estupro contra uma menina de 11 anos, cometido em 2015. Além disso, a SSPDS informou que há suspeita de ele ter cometido outros abusos.

Nesta quarta-feira, 24, um homem 50 anos foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável contra a neta da sua ex-companheira. O crime ocorreu em maio deste ano e está sendo investigado na Delegacia Metropolitana do Eusébio (DME).

Além dos crimes citados no últimos dias, no início da semana o treinador de uma escolinha de futebol foi preso por abusar de crianças.

Denúncias
A titular da Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa), Ivana Timbó, explica que os responsáveis devem denunciar os crimes na delegacia mais próximo ou ao Conselho Tutelar local.

“Cada criança reage de uma forma diferente. Algumas têm mais dificuldades para falar e outras são mais espontâneas. Isso vai depender do meio no qual a criança está inserida. Quando o abuso é cometido por familiares ou pessoas próximas, se torna mais difícil da vítima falar, até por conta de ameaças que geralmente acompanham a violência”, afirma.

As denúncias sobre casos de crianças e adolescentes vítimas de abuso também podem ser informadas pelo número 100 (Disque Direitos Humanos). As informações também podem ser repassadas para a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), com sigilo garantido, pelos números 181 (disque denúncia) e 190 (Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança).

Redação O POVO Online
TAGS