Participamos do

Cearense aprovada em três universidades dos EUA faz vaquinha para pagar viagem

Veja como ajudar Monaliz a estudar nos Estados Unidos
17:07 | Mar. 22, 2022
Autor Antoyles Batista
Foto do autor
Antoyles Batista Repórter de Mídias Sociais
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A cearense Monaliz Nobre, moradora do bairro Bela Vista, em Fortaleza, vai cursar Ciência de Dados nos Estados Unidos após ser aprovada em três universidades norte-americanas. Monaliz, de 18 anos, viaja em agosto deste ano e está fazendo uma vaquinha para arrecadar um valor que lhe possibilite estudar fora do País.

Em entrevista ao O POVO, a estudante conta que antecipou o processo para admissão nas instituições de ensino superior dos Estados Unidos e começou a realizar os testes em novembro do ano passado. Dez dias depois, ela recebeu o resultado positivo da Universidade de Oregon. Além dessa, ela obteve o aceite na  Simmons University e no Illinois Institute of Technology.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

“Eu fiquei muito feliz, e só conseguia chorar pensando na oportunidade e na experiência que eu estou prestes a viver", conta Monaliz. "Desde criança eu queria fazer um intercâmbio, quando comecei a ver sobre a cultura deles, foi o que me chamou muita atenção", revela.

Em 2018, no último ano do ensino fundamental, a jovem participou do projeto “Correspondentes O POVO”, programa vinculado ao O POVO Educação, que tem o objetivo de inserir os participantes no mundo da comunicação, promovendo o estímulo à leitura e à escrita. Textos da estudante foram veiculados no jornal impresso do grupo.

Ela concluiu o ensino médio em 2021 na Escola de Ensino Médio Doutor César Cals. Sua rotina era dividida entre várias atividades de preparação para os processos de ingresso nas universidades que ela desejava estudar.

Para se candidatar às vagas, ela precisou fazer o TOEFL, um teste que tem o objetivo de examinar o potencial do candidato de falar e entender o inglês em nível acadêmico. A estudante fala que por causa do sonho, sempre tentou aprender o idioma sozinha e também estudou em um cursinho de inglês do Centro Cearense de Idiomas, ligado à Secretaria de Educação do Ceará.

“Durante o processo de aplicação, eu estava no 3° ano do ensino médio e tinha aulas pela manhã, a tarde ia para o estágio e quando chegava a noite eu fazia simulados do TOEFL, procurava mais sobre o processo, escrevia as redações e fazia atividades da escola", detalha. 

Com as três aprovações nos EUA, a estudante decidiu que vai cursar Ciência de Dados na Universidade do Oregon. Segundo ela, foi a instituição que deu um maior suporte durante o processo de aplicação, tendo orientadores para tirar as dúvidas.

“Além disso, dentro da universidade há muitas oportunidades e é localizada em uma cidade universitária em Eugene, interior do estado de Oregon. É um lugar onde as pessoas são muito acolhedoras e tenho certeza que é onde vou me encontrar e ter grandes experiências”, conta.

Enquanto aguarda o início do ano letivo nos Estados Unidos, Monaliz já exercita algumas matérias que terá na universidade, como pré-cálculo e economia.

Vaquinha

Para conseguir estudar na Universidade do Oregon, a estudante precisa cobrir algumas despesas, como o valor do visto, passagem aérea e uma quantia para se manter nos Estados Unidos, tendo em vista a alta do dólar.

Para isso, ela resolveu, então, criar uma vaquinha para conseguir o valor. “Todo valor doado é bem-vindo!”, disse Monaliz.

Veja como ajudar: 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Leia Mais.

Aceitar