Participamos do

Fábrica de alimento animal é fechada e 12 mil quilos de produtos são apreendidos por irregularidades

Operação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) foi realizada em Juazeiro e Crato
14:58 | Nov. 22, 2021
Autor Danrley Pascoal
Foto do autor
Danrley Pascoal Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Uma operação denominada "Ronda Agro XII" realizada nos municípios de Juazeiro do Norte e Crato, para combater o comércio irregular de produtos direcionados à alimentação animal, fechou uma fábrica e apreendeu 12.952 quilos de suplementos irregulares. A diligência ocorreu em uma ação conjunta de auditores fiscais federais agropecuários e agentes de inspeção de produtos de origem animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).


Denúncias feitas ao Mapa de que a fábrica continuava funcionando mesmo depois de autuada deu início a diligência, a qual contou com o suporte de segurança da Polícia Militar do Estado do Ceará. Cinco estabelecimentos foram fiscalizados, com três recebendo autuações. Dois por não possuírem registro junto ao Mapa e um por ser reincidente ao descumprir a interdição realizada anteriormente. Um proprietário também responderá a inquérito, por produção e uso ilegal dos produtos apreendidos.


Em entrevista à Rádio CBN Cariri, Alisson Ney, auditor fiscal do Mapa, o órgão já havia realizado uma operação parecida no mês de maio. Inclusive com autuação da fábrica fechada nesta sexta-feira, 19. Dessa vez, o proprietário foi conduzido para a Polícia Federal, onde foi aberto inquérito por conta de várias irregularidades. Entre as quais, normas de funcionamento fora dos padrões permitidos pela legislação e também selo do Serviço de Inspeção Federal (SIF) falsificado.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine


A operação Ronda Agro XII, do Programa de Vigilância em Defesa Agropecuária para Fronteiras Internacionais (Vigifronteira), é um desdobramento da ação realizada em maio de 2021. Os produtos apreendidos foram destinados ao aterro sanitário municipal de Crato.


“A operação buscou coibir a fabricação e comercialização de produtos clandestinos. Além disso, também visou estimular a regularização em um polo de produção reconhecidamente importante na região do nordeste”, relatou o agente de inspeção de produtos de origem animal, afirma o Mapa por meio de assessoria.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags