PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Prova que analisa condições de aprendizagem no Ceará segue sendo aplicada online e presencialmente

As escolas que aderiram à avaliação do Programa Aprendizagem na Idade Certa (Mais Paic) devem aplicá-la presencialmente para a alfabetização e online para o ensino fundamental

19:20 | 01/07/2021
Aplicação na alfabetização ocorre de forma censitária neste ano de 2021, de acordo com a Secretaria da Saúde (Foto: CHICO ALENCAR)
Aplicação na alfabetização ocorre de forma censitária neste ano de 2021, de acordo com a Secretaria da Saúde (Foto: CHICO ALENCAR)

Algumas escolas da rede de ensino municipal no Ceará aplicam a avaliação do Programa Aprendizagem na Idade Certa (Mais Paic), que visa analisar condições de aprendizagem e apoiar gestão escolar, neste mês de julho. De acordo com a Secretaria da Educação do Estado (Seduc), as aplicações estão ocorrendo de forma presencial para estudantes da alfabetização e online para aqueles do ensino fundamental.

As avaliações foram realizadas no último mês de junho para a alfabetização e 9º ano, mas houve alguns casos específicos nos quais escolas solicitaram a realização da aplicação em julho, de forma a adaptar prova ao "calendário local". Já a aplicação para o 5º ano está prevista para ocorrer durante o mês de agosto.

A pasta informou ao O POVO que a aplicação na alfabetização ocorre de forma censitária, modelo que abrange "todos os alunos desse ciclo das redes municipais que aderiram à avaliação". Já para o 5ª e 9º ano do ensino fundamental, ela é aplicada de forma amostral, para estudantes e escolas escolhidas.

LEIA MAIS | Ceará terá 50% das escolas públicas estaduais funcionando em regime integral ainda neste ano

Camilo anuncia convocação de 1.090 aprovados em concurso da Seduc

Dominguetti diz que Luis Miranda tentou negociar vacinas e revela áudio

Tanto a escolha das escolas como dos alunos no ensino fundamental segue metodologias científicas para esse formato, conforme suporte do Programa Cientista Chefe. A pasta informou ainda que os municípios devem se responsabilizar pela aplicação da prova presencial, destacando que orienta que as "escolas sigam os protocolos de segurança sanitária do Governo do Ceará".

O principal objetivo da prova é realizar um diagnóstico sobre a "real condição da aprendizagem dos alunos". A partir dessa análise, a Seduc orienta os municípios e suas escolas na definição do planejamento pedagógico, base curricular, materiais didáticos, entre outras questões importantes no processo educacional.

Conforme pasta, o diagnóstico irá permitir que sejam realizadas ações "com foco na garantia da aprendizagem". O órgão também frisou que a análise vai viabilizar medidas para recuperar as "lacunas existentes" em decorrência do período de ensino remoto provocado pela pandemia, que já dura 15 meses.