PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Cinco pessoas são capturadas suspeitas de integrar grupo especializado em roubos e furtos de veículos

O grupo seria suspeito de praticar roubos e furtos de veículos no Interior Sul do Estado

08:01 | 18/06/2021
Capturas aconteceram no Interior Sul e em Fortaleza (Foto: Polícia Civil do Ceará)
Capturas aconteceram no Interior Sul e em Fortaleza (Foto: Polícia Civil do Ceará)

Cinco pessoas foram capturadas nesta terça-feira, 15, suspeitas de fazer parte de um grupo suspeito por crimes contra o patrimônio no Interior Sul do Ceará. Quatro dos acusados foram presos no município de Alto Santo, a 252 km de Fortaleza. Os outros dois capturados foram localizados no bairro Jangurussu, na Capital. A Polícia Civil ainda mantém as investigações para identificar se há outras pessoas envolvidas em crimes na região de Alto Santo.

Em Alto Santo, os primeiros a serem presos foram Antonio Vitor Soares, de 22 anos, e Romário Andrade Silva, de 25 anos, ambos com antecedentes criminais por roubo e furto de veículos, receptação, associação criminosa e corrupção de menores. Também no município, um adolescente de 14 anos foi apreendido. Ele já possuía histórico de atos infracionais análogos a roubo e furto.

Em paralelo, um casal também suspeito de integrar a organização criminosa foi preso. A dupla, identificada como Bruno Wesley Maciel, de 19 anos, e Camila Bezerra de Oliveira, também com 19 anos, foi presa em um imóvel no bairro Jangurussu. Ambos possuem passagens por roubo e furto de veículos e receptação.

De acordo com investigações, o grupo seria responsável pela prática de roubos e furtos de veículos nas cidades de Alto Santo, Tabuleiro do Norte e São João do Jaguaribe. Durante as operações, foram apreendidos chassis de motocicletas e diversas peças de veículos roubados. Contra os quatro suspeitos adultos, foram cumpridos mandados de prisão preventiva pelos crimes de roubo e furto de veículos e associação criminosa. Já para o adolescente, foi cumprido o mandado de apreensão por atos infracionais análogos aos mesmos crimes.