PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Quem faz parte do comitê de combate à pandemia no Ceará

Criado em março de 2020, o grupo reúne 25 entidades e órgãos cearenses para o combate à Covid-19

Wanderson Trindade
16:57 | 04/04/2021
Criado em maço de 2020, o Comitê reúne 25 diferentes entidades e órgãos cearenses (Foto: Governo Estadual do Ceará / Divulgação)
Criado em maço de 2020, o Comitê reúne 25 diferentes entidades e órgãos cearenses (Foto: Governo Estadual do Ceará / Divulgação)

O governador Camilo Santana (PT) informa neste domingo, 4 de abril, se flexibiliza ou não o isolamento social rígido implementado no Ceará. O anúncio ocorre após reunião dele com o Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia do Coronavírus.

Mas afinal, quem faz parte deste grupo?

AO VIVO! Assista ao anúncio de Camilo Santana sobre o lockdown no Ceará 

Criado em maço de 2020 a partir de um decreto estadual assinado por Camilo Santana, o Comitê reúne 25 entidades e órgãos cearenses. São eles:

- Assembleia Legislativa;
- Tribunal de Justiça;
- Ministério Público Estadual;
- Ministério Público Federal;
- Tribunal de Contas do Estado;
- Ministério Público do Trabalho;
- Tribunal Regional do Trabalho;
- Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE);
- Justiça Federal;
- Defensoria Pública;
- Prefeitura de Fortaleza;
- Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece);
- Universidade Estadual do Ceará (Uece);
- Universidade Federal do Ceará (UFC);
- Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec);
- Fecomércio;
- Associação Cearense Emissoras Rádio e Televisão (Acert);
- Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL);
- Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa);
- Secretarias da Saúde, Casa Civil, Segurança, Proteção Social, Educação e Administração Penitenciária. 

LEIA TAMBÉM: Do lockdown à flexibilização: as diferentes regras na Europa

Histórico 

Na última sexta-feira, 26 de março, o lockdown havia sido prorrogado por mais uma semana, até domingo, 4 de abril,  em decisão tomada na reunião do comitê científico.

O lockdown foi decretado em Fortaleza em 3 de março e entrou em vigor em 5 de março. Seria pelo período de 14 dias, incialmente até 18 de março.

Em 11 de março, o lockdown foi estendido para todos os municípios do Ceará, a partir de 13 de março, indo até o dia 21 em todo o Ceará, inclusive em Fortaleza. Foi a primeira vez que todo o Ceará ficou simultaneamente no chamado isolamento social rígido.

Em 19 de março, o lockdown foi prorrogado até 28 de março, próximo domingo.

Em Fortaleza, os 24 dias de lockdown até este domingo já igualou o período de isolamento mais estrito de 2020, ocorrido em maio do ano passado: 24 dias.