PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Feira do Conhecimento 2020 será totalmente digital, com pavilhão de exposições em realidade virtual

O evento começa amanhã, 9 de dezembro, e segue até dia 11. A programação está disponível no site da feira, com quase uma centena de atividades

Catalina Leite
14:21 | 08/12/2020
Pavilhão de exposições.  (Foto: Divulgação/Feira do Conhecimento)
Pavilhão de exposições. (Foto: Divulgação/Feira do Conhecimento)

A Feira do Conhecimento deste ano será totalmente digital em razão da pandemia de Covid-19, e justamente por isso pretende alcançar até 35 mil dispositivos logados no evento. Em 2019, o número foi de 30 mil visitantes. Além das transmissões ao vivo de mesas e palestras, a feira também conta com o pavilhão de exposições em realidade virtual.

Serão 75 estandes com o recurso, que permite ao usuário navegar em um ambiente imersivo. “Uma das dificuldades é conseguir engajar as pessoas em um momento que a gente já está um pouco cansado dessa vida virtual”, comenta Simplícia Sinibaldi, coordenadora técnica da Feira do Conhecimento. Por isso, a ideia foi aliar a acessibilidade do sistema virtual a qualquer dispositivo à experiência mais real possível.

É por isso que o site é todo programado para simular o ambiente do Centro de Eventos do Ceará (CEC), local das últimas edições. Os inscritos, ao acessarem o site, veem a entrada do CEC com a estrutura conhecida e um céu que muda de acordo com o horário de acesso. Durante o dia, ele é azul com nuvens brancas, no fim da tarde, ele já está rosado pelo pôr do sol.

LEIA TAMBÉM | Em formato digital, Feira do Conhecimento 2020 debate universo dos games

Depois, o usuário vai ao local de credenciamento, de onde pode escolher para quais atrações deseja participar. O pavilhão de exposições pode ser visto de cima, com todas as possibilidades de estande - cada um oferecendo interatividades. “Tem expositores que vão ter programações dentro dos seus próprios estandes, então têm quiz, jogos, palestras, oficinas… Dentro dos estandes mesmo”, descreve Simplícia.

Já para quem quer assistir às palestras e webinários, basta procurar o palco e encontrar um lugar para sentar (na imaginação, claro). No meio da tela, nomes de todo o mundo participarão das apresentações, com possibilidade de interação do público no chat.

Veja algumas imagens de como será o evento

Clique na imagem para abrir a galeria

Pelo modelo digital, a coordenadora técnica explica que o evento pode chamar profissionais de diversos lugares. Assim, a Feira do Conhecimento 2020 transmitirá especialistas de países como o Brasil, Portugal e até China, sempre com foco no tema central “Inteligência Artificial: a nova fronteira da ciência brasileira”. Como exemplo da expansão mundial da feira, Simplícia cita alguns convidados: o diretor nacional de Tecnologia da Microsoft, arquitetos da Amazon, especialistas em educação da Google.

“Todos palestrantes que se voluntariaram para passar um pouco do seu conhecimento pra gente. Isso eu também acho muito importante, porque em uma época como a que vivemos, em que os gastos públicos estão cada vez maiores por conta da pandemia, todos eles não cobraram cachê”, comemora Simplícia. Segundo ela, o evento custou apenas um décimo do que os eventos presenciais custariam.

A economia e a possibilidade de alcançar mais palestrantes e participantes fizeram com que o Governo do Ceará decidisse por manter o formato digital para as próximas edições, simultâneo ao presencial. Ainda, algumas das soluções serão permanentes, como a digitalização de alguns museus - a exemplo do Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens, de Santana do Cariri - para visitas virtuais.

Evento

O evento ocorre de 9 a 11 de dezembro de 2020 com o tema central “Inteligência Artificial: a nova fronteira da ciência brasileira”. Os três dias terão palestras, lives e webinars, além de mostras virtuais em diversas áreas do conhecimento ligadas à ciência, tecnologia, empreendedorismo, cultura maker, inteligência artificial e mais.

Acesse a programação no site da Feira do Conhecimento. 

A Feira do Conhecimento é uma realização do Governo do Ceará por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (SCT).