PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Cagece pretende instalar mais 50 pias de uso compartilhado no Ceará

Ação existente desde junho prevê, em até 60 dias, 50 unidades espalhadas em pontos de grande circulação de pessoas no Estado

13:14 | 08/12/2020
Cagece instalará 50 pias de uso compartilhado no Ceará. Trinta serão somente na Capital. (Foto: Reprodução/Cagece)
Cagece instalará 50 pias de uso compartilhado no Ceará. Trinta serão somente na Capital. (Foto: Reprodução/Cagece)

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) trabalha para a ampliação do número de pias compartilhadas em ruas de grande circulação no Estado. O projeto teve início em junho, visando atender principalmente a pessoas em situação de vulnerabilidade social, em um teste realizado na Praça do Ferreira com dois lavatórios públicos. Segundo o órgão, devido à forte adesão da população, a medida foi estendida e deverá ser permanente. A previsão é instalar 50 unidades em até 60 dias.

Atualmente, Fortaleza é a única cidade que conta com os dispositivos. Além da pia que permanece em operação na Praça do Ferreira, outros três equipamentos estão em pontos estratégicos do bairro Meireles - uma em frente à estátua de Iracema, outra próxima à Praça dos Estressados e uma terceira na avenida Beira Mar, 2220. A Cagece deverá disponibilizar nos próximos dias mais uma unidade nas imediações, em frente ao Espigão da Rui Barbosa.

A Capital deve contar, ao todo, com 30 equipamentos disponibilizados em pontos estratégicos de grande circulação de público. O órgão não informou a relação completa de endereços contemplados, mas afirmou que segue em fase de estudos de adequabilidade para definição dos pontos. Ainda serão instaladas pias públicas nos municípios de Sobral, Juazeiro do Norte, Crateús, Itapipoca, Quixadá e outros ainda não definidos.

A estrutura dos equipamentos conta com pedais que servirão de engrenagem para saída de água e sabão, semelhante ao modelo reproduzido em totens de álcool gel. Desta forma, não será necessário tocar com as mãos na torneira ou no suporte do equipamento. A Cagece será responsável pela instalação das pias, pelo abastecimento de água nos aparelhos e também pela reposição do sabão, que será realizada periodicamente, a depender da demanda de uso.

"É uma importante iniciativa social da Cagece no combate à pandemia. O objetivo dos lavatórios é justamente auxiliar a população na higiene das mãos e a se proteger do coronavírus. Foi um projeto que começou tendo como público-alvo a população em situação de rua. Hoje pensamos em atender a toda população, em locais de grande circulação como terminais, praças, mercados públicos, entre outros", afirmou, em nota, o Superintendente de Negócios da Capital, Rogério Leite. A iniciativa conta ainda com o apoio da Casa Civil do Governo do Ceará.