PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Governo do Estado entrega cinco caminhões e quatro viaturas ao Corpo de Bombeiros do Ceará

Entre setembro e outubro deste ano, 15 motos aquáticas, 17 quadriciclos, 5 caminhões e 4 viaturas foram entregues aos Bombeiros

21:47 | 29/10/2020
Governo do Ceará investiu R$ 4,4 milhões nos veículos que foram entregues ao Corpo de Bombeiros (Foto: Carlos Gibaja/ Governo do Ceará )
Governo do Ceará investiu R$ 4,4 milhões nos veículos que foram entregues ao Corpo de Bombeiros (Foto: Carlos Gibaja/ Governo do Ceará )

O Governo do Estado entregou na manhã desta quinta-feira, 29, cinco caminhões de combate a incêndio e quatro viaturas para busca e salvamento ao Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMC). A solenidade ocorreu na sede do Comando Geral da corporação, no bairro Jacarecanga, em Fortaleza.

Para a nova aquisição, foram investidos R$ 4,4 milhões. Em setembro, o Governo também entregou uma frota de 15 motos aquáticas e 17 quadriciclos para a atuação do órgão de segurança no litoral cearense. “São novos equipamentos para reforçar o trabalho que o Corpo de Bombeiros presta aos cearenses todos os dias”, disse o governador durante visita ao Comando Geral.

Durante a entrega dos veículos, o governador também autorizou a compra de mais cinco viaturas e anunciou a inauguração do novo quartel dos Bombeiros na cidade de Quixadá. “Estamos ampliando não só em Fortaleza, mas no Interior. Vamos inaugurar mais um Batalhão de Combate a Incêndio no Sertão Central, em Quixadá e estamos reformando batalhões no Interior e reforçando com equipamentos. Quanto mais estrutura o Corpo de Bombeiros estiver, quanto mais próximos estiverem, mais rápido podem debelar qualquer foco de incêndio”, afirmou o governador Camilo Santana.

Turbinas para combate a incêndios também estão em processo de compra pelo Estado. Recentemente, o Governo do Ceará também anunciou a construção de um novo Batalhão dos Bombeiros para atender a demanda do bairro Dionísio Torres, em Fortaleza. O novo equipamento será construído no terreno do Edifício Andrea, que desabou em 2019.