PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Tamanduás-mirins são resgatados em dois municípios do Ceará; veja vídeos e fotos das ações

Os dois foram resgatados sem ferimentos e em bom estado de saúde, apenas um ainda aguarda para ser devolvido à natureza

Júlia Duarte
13:41 | 14/09/2020
PMCE e Corpo de Bombeiros estiveram envolvidos nos regastes dos animais (Foto: Divulgação)
PMCE e Corpo de Bombeiros estiveram envolvidos nos regastes dos animais (Foto: Divulgação)

Dois tamanduás-mirins foram resgatados no Ceará neste último fim de semana. Uma ação aconteceu no sábado, 12, quando o Corpo de Bombeiros resgatou o animal em Granja, na região Norte do Estado. No domingo, 13, os policiais militares do Batalhão de Polícia de Meio Ambiente (BPMA) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) resgataram o outro animal, após uma moradora acionar para que o bicho fosse retirado do telhado de sua casa.

A ocorrência aconteceu por volta das 9 horas, quando os PMs foram informados que um tamanduá-mirim que havia subido no telhado da casa da moradora na localidade de Barra da Sucatinga, em Beberibe. A equipe foi ao local e retirou o filhote que não apresentava nenhum ferimento.


Clique na imagem para abrir a galeria

Após a sua retirada, o animal foi encaminhado até um criadouro autorizado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Guaramiranga, onde ficou sob os cuidados de uma veterinária.

As condições de saúde foram avaliadas e o filhote está em boas condições. Após período em observação, ele deverá ser reinserido na natureza.

Já na cidade de Granja, o animal foi resgatado no distrito de Parazinho pela Guarnição de Busca e Salvamento da 1ª Companhia do 3° Batalhão de Bombeiro Militar (1ª Cia/3º BBM), sediada em Sobral. O tamanduá-mirim não apresentava nenhum ferimento e foi devolvido à natureza na Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra da Meruoca.

O tamanduá-mirin é um mamífero xenartro da família Myrmecophagidae, sendo encontrado da Venezuela e ao Sul do Brasil. Ele é uma das quatro espécies de tamanduás. Geralmente reconhecido pelo padrão de pelagem que faz com que pareça que ele usa um colete preto ou marrom. São animais solitários, de hábitos que podem ser tanto diurnos quanto noturnos e se alimentam preferencialmente de formigas e cupins.