PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Parque Estadual Botânico do Ceará completa 24 anos de criação

Segundo George Feijão, gestor do espaço, as atividades retornam ainda este mês. O Projeto Viva o Parque deverá ser retomado

Gabriela Feitosa
12:44 | 09/09/2020
Parque Estadual Botânico foi criado em 1996, mas inauguração oficial só aconteceu em 1998.  (Foto: Reprodução/Instagram)
Parque Estadual Botânico foi criado em 1996, mas inauguração oficial só aconteceu em 1998. (Foto: Reprodução/Instagram)

Atualizada ás 12h35min de 10/09/2020

O Parque Estadual Botânico do Ceará (Pebce) completa o seu 24º ano de criação nesta quarta-feira, 9. Devido a pandemia do coronavírus, não foi possível a realização de atividades comemorativas presenciais. Mas a gestão do parque está realizando uma ação online para celebrar a data. A equipe criou cards para que o público conheça um pouco da história do parque botânico. Os cards estão sendo publicados nas redes sociais da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) durante o dia. 

Em entrevista ao O POVO, o gestor do Parque Estadual, George Feijão, chegou a projetar uma data de reabertura para as atividades do projeto Viva o Parque, que seria entre 20 e 27 deste mês. Posteriormente, entretanto, a Sema explicou que o dia ainda não foi fechado. Para escolher uma data, a decisão precisa passar por diversas instâncias, o que ainda não aconteceu. Portanto, não há data definida para reabertura do Parque Estadual Botânico.

> Acompanhe nas redes da SEMA: Facebook: /sema.ceara; Twitter:@semaceara; instagram:@semaceara

Fundando em 9 de setembro de 1996, o Parque Botânico só foi inaugurado oficialmente em 1998, segundo George Feijão, gestor do espaço desde 2015. O período de 96 à 98 foi de reconstrução das instalações, processo que contou com a contribuição de empresas como Fábrica Fortaleza, Petrobras e Ypioca, entre outras.

"Além dele (o parque) ter essa estrutura magnífica de florestas, fauna e flora, é um espaço maravilhoso de lazer", afirma Feijão. Durante a pandemia, as atividades foram suspensas, mas estão voltando aos poucos. Atualmente, um público pequeno pode retornar ao local para fazer atividades físicas como caminhada.

Segundo a Sema, o Projeto Viva o Parque "propicia à população a oportunidade de reaproximar-se da natureza através de atividades de educação ambiental, práticas esportivas, lazer e recreação, realizadas em áreas de Unidades de Conservação Estaduais - que é o caso do parque estadual".

O projeto é realizado todas as manhãs de domingo e conta com uma programação diversificada para todas as idades: oficinas ambientais, aulas de dança, palestras, contação de histórias infantis, brincadeiras tradicionais, trilhas ecológicas, massagem, apresentações culturais, entre outras. As famílias também têm a oportunidade de curtir o domingo realizando piqueniques, aniversários, encontros de amigos.

Conforme George disse ao O POVO, as atividades estarão de volta, mas com medidas de segurança, higiene e distanciamento social. "Está tudo sendo reestruturado", conta Feijão. Atividades como danças só acontecerão com distanciamento entre o público. A massoterapia também volta seguindo protocolos do setor. A ala infantil requer ainda mais cuidado: não vai mais poder pintar rosto, por exemplo - atividade colorida tão lúdica para as crianças.

Mas a gestão do parque estuda outras maneiras de entreter os pequenos. O pedalinho no lago retorna funcionamento, mas no mesmo pedalinho só podem pessoas da mesma família. "A gente volta, mas volta com controle quantitativo e gerenciamento da higienização, mantendo distanciamento. Acredito que o público está carente de espaços desse tipo", aponta George Feijão.

Ainda segundo o gestor, o espaço tem grande importância para a comunidade, principalmente em tempos de pandemia, quando o nível de estresse aumenta ainda mais durante confinamento. "Aos poucos a gente vai retomando as atividades. Faz bem à comunidade desde que não haja aglomeração", pondera George. Sobre a importância da UC, ele ainda afirma: "Imagina se hoje não tivesse o Parque? Seria tudo ocupado pela especulação imobiliária".

Em nota, o o titular da Sema, Artur Bruno, afirma que o Parque Estadual Botânico é uma das mais importantes áreas de lazer, de cultura e de educação ambiental do estado. O equipamento é administrado pelo Governo do Ceará e fica em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. Tem 190 hectares de floresta, um meliponário, um viveiro que produz 100 mil mudas de árvores nativas por ano. Ainda segundo Bruno, a unidade de conservação (UC) de proteção integral é fundamental para a educação ambiental, pesquisa científica e lazer da população.

As mudas do Botânico são doadas para diversas ações de educação ambiental, dentre elas o Programa Mais Infância, promovido pela Primeira-Dama do Estado, Onélia Santana, garante a Sema.

O Parque Botânico do Ceará foi criado por meio do Decreto Estadual nº24.216, de 9 de setembro de 1996 e recategorizado pelo Decreto Estadual nº 30.868, de 10 de abril de 2012, para atender as exigências do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC) e passou a denominar-se de Parque Estadual Botânico do Ceará. A criação do Botânico foi oficializada, pelo então superintendente da Semace, Antônio Renato Aragão.

Saiba o que é uma UC

O objetivo da UC é a preservação de ecossistemas naturais, sendo admitido apenas o uso indireto dos recursos naturais, possibilitando, portanto, a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação e interpretação ambiental, de recreação e de turismo ecológico.

Ecossistema: Mata de Tabuleiro, Caatinga, Cerrado e uma parte do Manguezal

Grupo da Unidade de Conservação: Proteção Integral

Área: 190 hectares

Diploma Legal de Criação: Decreto Estadual 24.216 de 9 de setembro de 1996

Atividades de lazer: trilha ecológica guiada, passeio de pedalinho, Viva o Parque

> SERVIÇO:

Endereço: Rodovia CE 090, Km 03 – Caucaia. CEP 61 638-010
Caminho do Cumbuco, Icaraí.

Telefone: (85) 33689452

LEIA TAMBÉM | Fase 4: saiba quais lugares ao ar livre de Fortaleza podem retornar e como se comportar em visitas

https://www.instagram.com/p/CE6jlE7Bdkc/?utm_source=ig_embed&utm_campaign=loading" data-instgrm-version="12" style=" background:#FFF; border:0; border-radius:3px; box-shadow:0 0 1px 0 rgba(0,0,0,0.5),0 1px 10px 0 rgba(0,0,0,0.15); margin: 1px; max-width:540px; min-width:326px; padding:0; width:99.375%; width:-webkit-calc(100% - 2px); width:calc(100% - 2px);">
https://www.instagram.com/p/CE6jlE7Bdkc/?utm_source=ig_embed&utm_campaign=loading" style=" background:#FFFFFF; line-height:0; padding:0 0; text-align:center; text-decoration:none; width:100%;" target="_blank">
 
 
https://www.w3.org/2000/svg" xmlns:xlink="https://www.w3.org/1999/xlink">
Ver essa foto no Instagram
 
 

https://www.instagram.com/p/CE6jlE7Bdkc/?utm_source=ig_embed&utm_campaign=loading" style=" color:#000; font-family:Arial,sans-serif; font-size:14px; font-style:normal; font-weight:normal; line-height:17px; text-decoration:none; word-wrap:break-word;" target="_blank">Bom dia! Hoje é o aniversário do Parque Estadual Botânico do Ceará. A unidade de conservação comemora 9 anos de criação. São 24 anos de história de preservação da biodiversidade cearense. O aniversário é do Botânico, mas quem comemora é a sociedade, por ter uma Unidade de Conservação com 190 hectares de área verde, propícia para educação ambiental, pesquisa científica, recreação e turismo ecológico. Parabéns para quem fez e faz parte da História do Parque, por mais um ano de realizações.

Uma publicação compartilhada por https://www.instagram.com/semaceara/?utm_source=ig_embed&utm_campaign=loading" style=" color:#c9c8cd; font-family:Arial,sans-serif; font-size:14px; font-style:normal; font-weight:normal; line-height:17px;" target="_blank"> Sema Ceará (@semaceara) em