PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Atendimentos presenciais na Casa da Mulher Brasileira são retomados gradativamente

As unidades de atendimento psicossocial voltam a funcionar presencialmente. Contudo, alguns órgãos vinculados devem permanecer em teleatendimento, frisa a SPS

Ismia Kariny
09:21 | 09/09/2020
Casa da Mulher Brasileira em Fortaleza (Foto: Divulgação)
Casa da Mulher Brasileira em Fortaleza (Foto: Divulgação)

Atendimentos presenciais são retomados gradativamente na Casa da Mulher Brasileira (CMB), do Governo do Ceará. Durante a suspensão temporária imposta pela pandemia do novo coronavírus, as atividades nas unidades foram suspensas e os atendimentos migraram para os meios remotos. Já nesta semana, o Centro de Referência da Mulher Francisca Clotilde (CRM) e o Centro Estadual de Referência e Apoio à Mulher (Ceram), que compõem o setor psicossocial da CBM, voltaram a atender o público diretamente nas unidades.

Por se tratar de um retorno gradual, a Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) destaca que os demais órgãos vinculados à Casa da Mulher Brasileira seguirão atuando remotamente, exceto em casos específicos, que exigem agendamento prévio para que se realize o atendimento presencial. Os setores da Autonomia Econômica e Administrativo também retornaram com as atividades presenciais, acrescenta a pasta.

“Infelizmente, precisamos mudar a rotina de atendimentos para vencermos a pandemia. Agora, com segurança e seguindo os protocolos necessários, estamos fazendo a reabertura. Queremos que as mulheres cearenses saibam que estamos sempre prontas para recebê-las. Estamos juntas superando a violência de gênero”, afirma a titular da SPS, Socorro França, em nota.

Também no equipamento, funciona a Delegacia de Defesa da Mulher, que mesmo durante a suspensão das atividades no CBM, não deixou de operar. A unidade seguirá em atendimento presencial 24h, de domingo a domingo, frisa a SPS. “Nenhum dos nossos serviços ficou paralisado, o que não estava funcionando presencialmente funcionou remotamente”, destaca a coordenadora da Casa da Mulher Brasileira, Daciane Barreto, em nota.

Leia também | Afinal, o que as medidas sanitárias ainda proíbem?

A secretária-executiva de Políticas para Mulheres da SPS, Denise Aguiar, ressalta que o retorno do atendimento presencial significa muito para o público que precisa da Casa. Ela recorda, por exemplo, que o setor de autonomia econômica, que retornou recentemente com atuação presencial, tem ajudado mulheres a alcançar autonomia financeira com o aprendizado dos cursos disponibilizados pela Casa.

“Na Casa, nós acolhemos e oferecemos novas perspectivas a mulheres agredidas física, psicológica ou moralmente, dando suporte humanizado e capacitação profissional, com foco no empoderamento feminino”, explica a gestora. A Casa da Mulher Brasileira opera em rede, concentrando em um único lugar os serviços da Delegacia de Defesa da Mulher, Defensoria Pública, Ministério Público e Juizado Especial, além do atendimento psicossocial dos centros de referência estadual e municipal.

Serviço

 

Os telefones para informações e denúncias são:

– Administrativo Casa da Mulher Brasileira (85) 3108.2992 / 3108.2931;
Atendimento: Plantão 24h
– Centro de Referencia e Atendimento a Mulher Francisca Clotilde (85) 3108. 2965;
Atendimento: 8h às 20h
– Centro Estadual de Referencia e Apoio a Mulher (85) 3108.2966;
Atendimento: 8h às 19h
– Defensoria Publica do Ceara (85) 3108.2986;
Atendimento:Remoto
– Ministerio Publico do Ceara (85) 3108. 2940 / 3108.2941;
Atendimento:Remoto
– Juizado da Violencia Domestica e Familiar Contra a Mulher (85) 3108.2971;
Atendimento:Remoto
– Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza (85) 3108.2950
Atendimento: plantao 24h, sete dias por semana

TAGS