PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Traficantes que entregavam drogas via delivery em Fortaleza são presos

O motorista de aplicativo John Kildery Ramos Gomes, suspeito de estar associado com o chefe criminoso conhecido como Leleco, foi preso em um carro modelo Cobalt

13:28 | 02/09/2020
Delegado adjunto da Draco, Kléver Farias, em coletiva de imprensa. Foto: Angélica Feitosa/O POVO (Foto: Foto: Angélica Feitosa/O POVO)
Delegado adjunto da Draco, Kléver Farias, em coletiva de imprensa. Foto: Angélica Feitosa/O POVO (Foto: Foto: Angélica Feitosa/O POVO)

Três pessoas foram presas em flagrante, no fim da noite desta terça-feira, 1º, suspeitas de fazer parte de um esquema de entrega de drogas via aplicativos de transporte, tal como os deliverys. O motorista de aplicativo Jonatas dos Santos Mendes, 28, além de John Kildery Ramos Gomes, 35, e Gedouglas Lopes da Silva, 20, foram capturados por volta das 23 horas, nas proximidades da avenida dos Expedicionários, em um condomínio no bairro Jacarecangaa. Segundo a Polícia, eles integram a mesma quadrilha que o suspeito de tráfico Francisco Weskley Bento de Lima (30), conhecido como “Leleco”, preso no dia 20 de agosto, em uma casa de luxo no Porto das Dunas, em Aquiraz.

A ação foi conduzida pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco). De acordo com Kléver Farias, delegado adjunto da Draco, a Polícia vinha fazendo o acompanhamento de um veículo modelo Cobalt, na avenida dos Expedicionários, no Bairro de Fátima. Após a abordagem do motorista de aplicativo Jonatas, foi encontrada com ele uma pequena quantidade de maconha. O motorista, ainda segundo Farias, afirmou que pegava a droga em dois apartamentos de um único prédio, no bairro Jacarecanga e tinha, inclusive, o controle dos portões do prédio. A quadrilha tem ramificação com o Comando Vermelho.

No primeiro apartamento, que era do Gedouglas, a Polícia encontrou uma quantidade de drogas e, no segundo, o restante da maconha, totalizando 10,7 quilos. Duas balanças de precisão, dois celulares e plástico filme para empacotar a droga também foram apreendidos. Ainda de acordo com o delegado, os suspeitos indicaram ter a droga armazenada em dois apartamentos diferentes para evitar, segundo eles, que perdessem muito dinheiro caso fossem descobertos e o entorpecente, apreendido. “O Gedouglas confirmou uma suspeita que já tínhamos de que a droga era pegue na área do Moura Brasil, na comunidade do Oitão Preto", informa o delegado. Segundo a Polícia, a localidade é de domínio de Leleco.

O carro modelo Cobalt, usado pelo motorista de aplicativos para entregar a droga foi apreendido. Segundo o delegado, outros suspeitos de fazerem parte da quadrilha já foram identificados.

LEIA MAISFesta de líder de facção criminosa termina com 16 presos no Porto das Dunas

"Conselheiro de Guerra" do CV é preso em casa de luxo no Porto das Dunas