PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Casas evacuadas em Jati são alvo de arrombamento e Município deve receber reforço policial

Informação foi expressa em reunião entre gestores do município e representantes do governo federal, como o secretário nacional da Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas

Carlos Mazza
22:05 | 23/08/2020
Jati receberá reforço policial após moradores evacuados relatarem roubos e invasões. Informação foi divulgada pelo secretário nacional da Defesa Civil, em reunião com gestores municipais e a população (Foto: Fabio Lima)
Jati receberá reforço policial após moradores evacuados relatarem roubos e invasões. Informação foi divulgada pelo secretário nacional da Defesa Civil, em reunião com gestores municipais e a população (Foto: Fabio Lima)

Apesar do terror e insegurança generalizados entre moradores de Jati após a evacuação preventiva de duas mil pessoas após o incidente na barragem do município, há quem esteja se aproveitando do esvaziamento da cidade, parcialmente evacuada por conta do risco de alagamentos pela barragem do município, para cometer crimes.

Em reunião com moradores e gestores da Prefeitura de Jati na tarde deste domingo, 23, o secretário nacional da Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, anunciou que o município receberá reforço de policiamento ostensivo em áreas evacuadas pelo órgão. A preocupação com a segurança das áreas já havia sido externada na reunião por diversos presentes.

"Se essas regiões ficam esvaziadas, é preciso que se estude alguma forma de manter ao menos algum vigilante circulando nelas, senão podem ter arrombamentos", interviu na reunião a prefeita de Jati, Maria de Jesus Diniz Nogueira.

O chefe da operação da Defesa Civil respondeu. "Temos notícias boas nesse sentido (...) conversei com o sargento responsável pelo policiamento e ele confirmou que a cidade vai receber mais policiamento. Conversamos com ele da importância de que as viaturas estejam nessas áreas e circulem principalmente a noite, com o sinal luminoso das sirenes ligado", disse, recebendo aprovação dos moradores.

LEIA TAMBÉM | Governo Federal irá reconhecer Estado de Emergência em Jati para garantir repasse de recursos

O próprio secretário nacional confirmou registro de pelo menos um caso de roubo na região, onde um homem perdeu pertences pessoais de sua residência, como um botijão de gás.

Mais cedo, um grupo de moradores buscava auxílio da Polícia Militar na Câmara Municipal do Município. Eles relatavam o arrombamento de lojas e casas no Município. Um homem dizia ter tido a casa invadida e uma televisão roubada.

Eles destacam que o policiamento da Cidade é insuficiente para controlar os casos em áreas evacuadas por conta do risco de alagamentos.

Segundo Alexandre Lucas, o reforço no policiamento deve começar entre a noite de domingo e a manhã desta segunda-feira, 24. Ele não precisou o tamanho do efetivo deslocado para o cidade durante a emergência.

VAZAMENTO NA BARRAGEM DE JATI

Na última sexta-feira, 21, pela parte da tarde, a barragem do município de Jati, na região do Cariri, interior do Ceará, registrou um vazamento em um dos dutos de represamento do fluxo de água do reservatório. O vazamento gerou a erosão de parte do terreno de sustentação da barragem, mas não chegou a gerar risco de rompimento à estrutura. Equipamento deve receber águas das obras de transposição do Rio São Francisco para abastecer a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). 

Ainda na noite de sexta, o fluxo de água foi controlado com a instalação de um gerador extra para fechar a comporta que abastecia o duto. Horas depois do vazamento ter sido solucionado, no início da madrugada de sábado, 22, o Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR) determinou a evacuação preventiva de todos os moradores num raio de 2km ao redor do reservatório.

As pessoas foram avisadas por funcionários da empresa, técnicos da defesa civil e por carros som que percorreram as ruas a fim de alertar a população. Os moradores foram abrigados em casas de parentes, hotéis e pousadas da região. Na manhã do sábado, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), se dirigiu ao local com equipes técnicas de avaliação e constatou não haver qualquer risco de rompimento da barragem.

Os reparos no duto e na região erodida pelo vazamento tiveram início às 9h do sábado e devem ser concluídos até a terça-feira, 25, segundo informações divulgadas pelo MDR na noite do sábado, após avaliação de técnicos da própria pasta e também da Defesa Civil. Segundo a pasta, o teste operacional do Cinturão das Águas, que teve inicio um dia antes do vazamento, será mantido.


Colaborou Alan Magno