PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Mais de 5 mil famílias de agricultores recebem orientações em programa de assistência rural no Ceará

As ações do Projeto D. Hélder Câmara têm como objetivo reduzir as desigualdades socioeconômicas das famílias de agricultores e está implementado em 13 das 18 regiões administrativas da Ematerce

Ismia Kariny
14:21 | 10/08/2020

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) afirma que 5.461 famílias de agricultores de baixa renda estão sendo beneficiadas por meio de ações do Projeto D. Hélder Câmara. O programa de fomento e assistência técnica tem como objetivo reduzir as desigualdades socioeconômicas entre os agricultores familiares, moderando os efeitos causados pelas adversidades climáticas, e promovendo a integração das políticas públicas ofertadas pelos governos Federal, Estaduais e Municipais.

O projeto tem sido executado pela Ematerce em 13 de suas 18 regiões administrativas no Ceará. A Empresa utiliza recursos financeiros do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) e da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) do Estado. Ao todo, R$ 13,7 milhões são aplicados em projetos de fomentos e assistência técnica aos agricultores.

Leia também | Setor portuário: expansão na crise

Conforme a Ematerce, os trabalhos desenvolvidos junto às 62 famílias de agricultores assistidas pelo Projeto D. Hélder Câmara (PDHC) no Crato tem ajudado produtores rurais residentes no município a aperfeiçoar os processos produtivos da Avicultura e Suinocultura. 

As ações do PDHC ocorrem por meio da assistência técnica e extensão rural, que é acompanhada pelo gerente local da Ematerce, Antônio Porto, e pelo engenheiro Abelardo Arraes. Na região do Cariri cearense, os escritórios da Ematerce atendem a 798 famílias, beneficiárias do PDHC.

Leia também | Logística à prova: pandemia exigiu o máximo no transporte de bens essenciais