PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Recém-nascida recebe alta com aplausos após 3 meses internada na Santa Casa de Sobral

Maria Elisa nasceu no último dia 8 de abril, com cerca de seis meses de gestação. Ela pesava 904 gramas e precisou ser internada por três meses

Alan Magno
07:50 | 17/07/2020
Recém-nascida prematura recebe alta com aplausos após 3 meses internada na Santa Casa de Sobral (Foto: Reprodução / Santa Casa Sobral)
Recém-nascida prematura recebe alta com aplausos após 3 meses internada na Santa Casa de Sobral (Foto: Reprodução / Santa Casa Sobral)

Após três meses de internação em um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, Maria Elisa recebeu alta da Santa Casa de Misericórdia de Sobral. Carregando a filha nos braços e emocionada, a mãe Francisca Erica Vasconcelos deixou a unidade sob uma chuva de aplausos de despedida dos profissionais de saúde, como forma de reconhecer a vitória de Elisa.

No dia 8 de abril deste ano, Elisa nasceu, por volta do sexto mês de gestação, com 23 semanas. Um nascimento de altíssimo risco, de acordo com informações da Santa Casa de Sobral. A recém-nascida pesava apenas 904 gramas e tinha ainda um irmão gêmeo, que não resistiu ao nascimento prematuro. A alta hospitalar ocorreu no último dia 12 de junho, mas o vídeo só foi divulgado nesta quinta-feira, 16, e tem emocionado internautas.

CONFIRA:


Com uma média de mais de 400 partos por mês, a Santa Casa de Sobral é a unidade de saúde referência em gravidez de alto risco para 55 municípios da região Noroeste do Ceará. Em 2019, a unidade realizou 5.451 partos, dos quais, assim como Elisa, 776 eram nascimentos prematuros, ou seja, nascidos antes da 36ª semana de gestação.

A Santa Casa pontuou ainda que em muitos casos, os recém-nascidos precisam ficar afastado de seus pais para receber os cuidados necessários de modo a garantir a sobrevivência e saúde deles. A unidade frisou que busca as premissas do parto humanizado e de todos os devidos cuidados técnicos e afetuosos de modo a proporcionar o “fortalecimento das relações de humanização entre familiares e hospital” e comemorou a recuperação de Elisa.