PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Bernadete Lins, cearense campeã sul-americana de corrida de rua, morre durante treino

Atleta foi encontrada desacordada em Maranguape neste domingo, 28

Ítalo Cosme
18:22 | 28/06/2020
Maratonista é referência na Corrida de Rua no Ceará  (Foto: Reprodução/Facebook)
Maratonista é referência na Corrida de Rua no Ceará (Foto: Reprodução/Facebook)

Atualizada às 18h53min

A maratonista Antônia Bernadete Lins da Silva, 43, foi encontrada morta neste domingo, 28, em Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza. A atleta de corrida de rua era recordista estadual de 5 KM e 10 KM. Além disso, era campeã sul-americana do Circuito Sul-Americano de 10 KM, edição de 2010, e campeã da Maratona de Porto Alegre em 2011. 

Bernadete chegou a ser levada a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas já chegou sem vida, segundo familiares. A atleta era multicampeã das corridas de rua. Natural de Ipu, distante 346 quilômetros da Capital, iniciou no esporte em 2002, aos 24 anos. Mesmo cursando ensino superior, ela continuava treinando e participando de corridas.

A atleta já foi relacionada entre as 10 melhores do País para as provas de 10 KM, conforme a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). As primeiras informações dão conta de que Bernadete sofreu um ataque cardíaco enquanto treinava em Maranguape.

A Federação Cearense de Atletismo (FCAt) irá decretar luto de três dias pela perda. O presidente da federação, Jerry Welton, destacou que Bernadete era uma pessoa muito querida e que a notícia da morte abalou corredores de todo o País. “É um ícone que a gente perde no estado do Ceará. Era uma pessoa simples, de poucas palavras, tranquila, muito querida, muito sensata e batalhadora”, contou. Jerry Welton ressaltou que a atleta era extremamente vitoriosa, com títulos nacionais e internacionais, e inúmeros recordes no Estado.

“O mais importante é enaltecer a pessoa que ela era. Em vida, ela sempre foi um exemplo de perseverança. Ela veio do Interior para treinar na Capital e conquistou muito através do esporte. Dedicou a vida dela ao esporte, ao atletismo. Esse é o grande legado de vida: dedicação ao esporte”.

O velório ocorre nesta segunda-feira, 29, das 14h às 15h, na Funerária Anjo da Guarda. O sepultamento está agendado para 16h30min, no Cemitério e Crematório Jardim do Éden, em Pacatuba. Apenas dez pessoas são permitidas nos espaços. Conforme comunicado da família, haverá revezamento. 

Nas redes sociais, atletas, confederações e associações lamentaram o ocorrido. Fernando Elpídio, organizador de corridas de rua em Fortaleza, lamentou a perda e lembrou de Bernadete como "uma pessoa simples, humana, de sorriso verdadeiro e gentil, que dedicou a vida ao esporte."

 

 Ducilene Silva lembrou de quando Bernadete lhe entregou a primeira medalha como campeã.

 

Colaborou o repórter Lucas Barbosa