PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Isolamento social cai 8,75 pontos percentuais em primeiro dia de fase de transição da reabertura da economia

Para evitar aglomerações as ações de fiscalização da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) foram reforçadas.

Lucas de Paula
14:37 | 02/06/2020
Centro de Fortaleza tem aglomeração de pessoas e congestionamento na reabertura da economia (Foto: Aurélio Alves/O POVO)
Centro de Fortaleza tem aglomeração de pessoas e congestionamento na reabertura da economia (Foto: Aurélio Alves/O POVO)

O índice de isolamento social nessa segunda-feira, 1º, foi de 44,18% no Ceará. O primeiro dia da fase de transição da reabertura do comércio teve 8,75 pontos percentuais a menos de pessoas em casa do que no domingo, 31, quando registrou 52,93%. Entretanto, o Ceará ainda é o 4º no ranking nacional de isolamento. Os dados são do mapa de isolamento social da empresa de tecnologia Inloco.

O domingo geralmente é um dia em que o número de isolamento é mais alto do que no restante da semana. Entretanto, mesmo comparado com a terça-feira da semana passada, quando registrou 46,68%, a diferença  é de 2,5 pontos percentuais a menos de pessoas em casa no primeiro dia de transição da reabertura.

Para chegar ao número são usados dados de dispositivos móveis, por meio de integração com aplicativos parceiros. Todos os usuários monitorados consentiram contratualmente com os Termos de Uso ou Políticas de Privacidade.

O levantamento mostra ainda uma diferença brusca desses números em comparação ao inicio de abril, quando o índice de adesão ao isolamento era de 50,76%.

A reabertura dos serviços comerciais faz parte da fase inicial de testagem da flexibilização do decreto de isolamento, em que quase 70 mil pessoas voltaram ao trabalho no Estado, sendo a grande maioria da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). 

LEIA MAISComo está a reabertura de comércio em outros países, em comparação com o Ceará

No primeiro dia da fase de transição houve movimentação intensa no cruzamento da Rua Pedro I com a rua Barão do Rio Branco e na rua Assunção. Também houve aglomeração na rua Pedro Pereira com a rua 24 de maio; na rua Senador Pompeu na altura das rua São Paulo e Pedro Pereira e na rua São Paulo no cruzamento da rua Major Facundo.

O trânsito estava congestionado em ruas próximas ao local. Além disso, houve movimentação intensa no 4º Anel Viário, em Maracanaú.

Para evitar aglomerações as ações de fiscalização da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) foram reforçadas. Dessa forma, foram fechados 11 comércios que funcionavam sem autorização. Os estabelecimentos desrespeitavam o Plano de Reabertura Responsável do Governo Estadual. Além disso, em Fortaleza foram implementadas três equipes de fiscalização a fim de evitar aglomerações ao redor de casas lotéricas e agências bancárias.