PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Fundação Demócrito Rocha é premiada em concurso nacional de ações de combate a violência sexual contra crianças e adolescentes

O curso de práticas de enfrentamento à violência sexual contra criança e adolescente da fundação foi premiado na categoria Comunicação Digital

Alan Magno
07:42 | 19/05/2020

O curso de práticas de enfrentamento à violência sexual contra criança e adolescente desenvolvido pela Fundação Demócrito Rocha venceu a categoria Comunicação Digital do Prêmio Neide Castanha, principal premiação nacional de práticas que buscam combater quaisquer violações dos direitos das crianças e dos adolescentes, em especial abusos sexuais.

A primeira formação do curso foi realizada entre outubro de 2019 e janeiro de 2020 e teve 47 mil pessoas inscritas, sendo a maioria professores e profissionais da área da educação. Os alunos estavam distribuídos em mais de 2500 municípios do Brasil. O projeto tem como objetivo capacitar agentes com técnicas e conhecimento de instrumentos legais no combate à violência sexual contra crianças e adolescentes, para que estes, após o curso, estejam aptos a realizar a identificação e o combate de situações desses tipo.

Um dos desafios mencionados pela coordenadora de conteúdo do curso, Leila Paiva, foi encontrar uma forma de abordar todo o conteúdo teórico das práticas de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes até chegar no passo a passo para a judicialização da denúncia e o atendimento da vítima pelas entidades responsáveis. “Tivemos uma dimensão muito importante, saindo do Ceará e tomando todo o Brasil. Conseguimos envolver diversos públicos nessa luta”, comemora.

A vitória no prêmio “motiva a seguir investindo em conteúdos relevantes e de qualidade e que contribuam para a mitigação de crimes de qualquer natureza contra os direitos humanos”, pontua Valéria Xavier, uma das idealizadoras e gestoras do curso. Leila, uma das personalidades homenageada no evento, completa destacando que uma das vitórias do curso foi conseguir “unificar conteúdo e metodologias entre profissionais do país todo” para o combate a essa violência.

Leila reforça a necessidade de discussão sobre o tema. “Nesse momento, debater sobre isso é afirmar que é preciso assumir que precisamos proteger as crianças e adolescentes”, completou. Ela destacou ainda que no caso do curso, por meio de parceria com a Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), foi possível criar políticas públicas sobre o tema, “formamos dentre os alunos, vários agentes municipais, vinculados com as prefeituras”, completa.

O curso teve apoio do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente do Ceará (Cedeca - CE), da Universidade Estadual do Ceará (Uece) e da Câmara Municipal de Fortaleza. A segunda turma está com inscrições abertas de forma gratuita, os módulos começaram no dia 9 de junho. Para Leila, é importante destacar que o tema envolve todos os poderes e atores da sociedade. "É importante demostrar que essa é uma responsabilidade de todos e todas e o curso conseguiu essa mobilização", finalizou.

Neide Castanha

Neide Viana Castanha foi uma das personalidades brasileiras mais marcantes na luta pelos direitos das crianças e dos adolescente. Mineira, nascida em 23 de fevereiro de 1953, foi fundadora e coordenadora do Centro de Referência, Estudos e Ações sobre Crianças e Adolescentes (Cecria) e Secretária Executiva do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Além disso, com formação em Serviço Social e grande força política, participou ativamente do processo de construção do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e da criação do Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. Sua atuação foi fundamental no processo de discussão e investigação como membro técnico da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), que investigou redes de exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil. Neide morreu em 26 de janeiro de 2010