PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

SSPDS registra quase oito mil ocorrências por descumprimento de decreto de isolamento no Ceará

Desde a assinatura do decreto estadual N° 33.519, no dia 19 de março, 51 registros contra estabelecimentos comerciais foram feitos em delegacias da Polícia Civil do Estado

15:37 | 06/04/2020
Fortaleza em 27 de março de 2020, Fila de pessoas em aglomeraçao em bancos no centro, em quarentena devido ao coronavirus, COVID-19. (Foto Fabio Lima)
Fortaleza em 27 de março de 2020, Fila de pessoas em aglomeraçao em bancos no centro, em quarentena devido ao coronavirus, COVID-19. (Foto Fabio Lima) (Foto: Fabio Lima)

Em metade de um mês, entre os dias 20 de março e 5 de abril, a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) atendeu a 7.836 chamados por descumprimento ao decreto estadual N° 33.519. Assinado pelo governador Camilo Santana (PT), no último dia 19 de março, a medida impõe o fechamento de estabelecimentos para combate à disseminação de Covid-19. Desse número, 3.891 são referentes às aglomerações de pessoas e 3.945 são denúncias sobre comércios abertos. Os dados abrangem os núcleos da Ciops em Fortaleza, Sobral e Juazeiro do Norte.

Também entre 20 de março a 5 de abril, 51 ocorrências contra estabelecimentos comerciais foram registradas em delegacias, de acordo com dados compilados pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp).

Em muitos dos casos, a tecnologia tem auxiliado as Forças de Segurança na fiscalização do decreto. Foi o caso de uma ocorrência registrada no domingo, 5, quando um dos operadores do Núcleo de Videomonitoramento (Nuvid), da Ciops, visualizou várias pessoas em um areninha na Praia do Futuro. Equipe da Polícia Militar se deslocou ao local, manteve contato com os atletas e os orientou sobre a necessidade do respeito ao período de isolamento social.

Duas ações preventivas também foram registradas no sábado, 4, e contaram com o apoio das câmeras de videomonitoramento da Ciops. Feirantes em dois pontos da Capital foram orientados a desmontarem as barracas para evitar a aglomeração de pessoas. O primeiro acionamento ocorreu por volta das 7h22min, no bairro Bonsucesso e o segundo no Benfica, também pela manhã.

“Nossos operadores utilizam as câmeras que estão disponíveis em todo o Estado e fazem um trabalho de acompanhamento criterioso, verificando os locais que as pessoas ainda insistem em descumprir o decreto governamental. Então, os profissionais do Nuvid têm consciência de cada ponto onde o funcionamento é permitido. Quando se observa que a distância mínima e outras medidas segurança não estão sendo atendidas nesses locais, nós criamos a ocorrência e mandamos as viaturas até lá para orientar a população”, destaca o tenente coronel da PMCE, Alber Campos, supervisor do Nuvid da SSPDS.

Autuações em todo o Estado

Pessoas que insistam em desobedecer ao decreto podem ser conduzidas a delegacias da Polícia Civil do Ceará e serem autuadas 286 do Código Penal Brasileiro, “por infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”.